Quadro clínico de criança que foi picada por uma cobra da espécie jararaca, durante esta madrugada (05) em Lucas do Rio Verde-MT, é estável. O menor permanece internado no hospital regional em Sorriso-MT em observação.

Informações colhidas pelo portal CenárioMT dão conta de que desde o momento em que chegou à unidade de saúde, no município vizinho, a criança havia recebido quatro doses do soro Antibotrópico. Os médicos também haviam ministrado doses de antialérgicos no paciente.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

A previsão é de que agora à tarde, a criança passe por exames para ver a necessidade ou não dos médicos administrarem mais quatro doses do soro.

Caso isso aconteça, o estoque do soro antiveneno do hospital regional ficará zerado.


-Continua depois da publicidade ©-

Em nota, a prefeitura de Lucas do Rio Verde-MT, através da Secretária de Saúde, alerta a população quanto aos cuidados para evitar acidentes com animais peçonhentos.

No momento, a atenção deve ser redobrada por conta da redução na produção dos soros antivenenos nos últimos meses que são fornecidos pelo Ministério da Saúde, o que gerou falta de abastecimento afetando toda a rede de atenção à saúde do país. A produção foi reduzida por falta de matéria-prima e o Ministério da Saúde deverá tomar as medidas para normalizar o fornecimento aos estados e municípios.

Em Lucas do Rio Verde o estoque dos soros antiofídico e antirrábico terminou e na região está no fim, tendo disponível apenas nos hospitais regionais para estratégia do uso.

O soro antiofídico é um medicamento para tratar picadas de cobras venenosas e o soro antirrábico é usado em caso de exposição à raiva, que pode ser transmitida pela saliva de animais infectados, como cães, gatos e morcegos, principalmente por mordedura, mas também por arranhadura.

Cobra jararaca pica criança em Lucas do Rio Verde