“Um homem perturbado, incerto, um monstro”. Foram com essas palavras que o delegado da cidade Sorriso-MT, André Ribeiro, descreveu Lumar Lopes, de 28 anos, autor do homicídio que tirou a vida da própria tia, na noite dessa terça-feira (02).

O crime aconteceu na casa da idosa na Rua Rio Negro, no Bairro Vila Bela, em Sorriro-MT. Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi morta a golpes de faca e teve o coração retirado pelo assassino.

Logo depois, o homem ainda levou o coração para a filha da vítima.

“Cruel o crime acontecido em Sorriso. Realmente, de fato repugnante. É um monstro esse cara”, desabafou o delegado, durante entrevista à imprensa sorrisiense.

“É um cara que não fala nada com nada, ele é perturbado. É um mostro e não podemos dizer nem que é um animal, pois animal não faz isso com outro animal. A gente percebe que ele é meio variado”.

De acordo com o delegado André Ribeiro, o suspeito chegou do Estado de São Paulo na última sexta-feira (28) para ficar na casa da tia em Sorriso.



“Na sexta-feira mesmo ele distribui currículos na cidade. Segundo testemunhas ele é uma pessoa muito inteligente, fala duas línguas. Veio a Sorriso, estudou toda a cidade, gravou todos os endereços”.

Já no sábado, de acordo com a Polícia Civil, o suspeito já havia arrumado confusão com os vizinhos. “Ele pegou o facão e ameaçou diversas pessoas de morte, crianças que estavam na rua, isso no sábado. Depois desse acontecimento a tia pediu para tirá-lo da residência. Então o irmão da vítima achou uma quitinete para ele (criminoso) e foi então morar nessa quitinete”, salientou.

Outro fato que fez com que a tia não queria mais que o sobrinho morasse em sua casa, pois o mesmo é usuário de drogas. Isso desagradou a idosa.

“A vítima era uma pessoa muito religiosa, frequentava a igreja. “Ele estava usando droga dentro da casa da senhora, e ouvindo música. Então a vítima pediu para ele sair da casa dela”,

No domingo o homem teria voltado à casa da tia, onde de acordo com o delegado, o suspeito disse que estava gostando da neta da vítima, uma criança de apenas sete anos e que queria beija-la.

“Agora ele será autuado por homicídio qualificado por motivo fútil podendo pegar de 12 a 30 anos de reclusão”, acrescentou o André Ribeiro.

O delegado disse ainda que Lumar Lopes, antes de vir para Mato Grosso, brigou com a mãe em São Paulo, onde a ameaçou de morte com um facão.

O CRIME

De acordo com a polícia, o criminoso foi até a casa da tia, a matou e abriu o tórax com uma faca. Retirou o coração da vítima, colocou em uma sacola de supermercado e levou o órgão até a casa da filha da idosa.

“E chegando na casa da filha, ele disse: {Trouxe o coração daquela sua mãe}. Ele fez várias ofensas à vítima (tia) e deixou o coração em cima da mesa. Nisso ele pediu o veículo para fugir dali, ameaçando inclusive matar a filha da vítima (sua prima)”, disse o delegado.

A prima entregou prontamente a chave do veículo e fugiu. O carro foi apreendido pela polícia na subestação de energia do município de Sorriso.

“Na delegacia, o homem disse que queria apagar as luzes da cidade. Isso justifica ele ter batido no transformador, onde a Polícia Militar foi acionada e fez a detenção deste rapaz”, finalizou o delegado.

A arma (faca) usada no crime foi apreendida.

Em Sorriso: sobrinho mata tia, arranca o coração e entrega para filha da vítima