Sem campanha no estado, deputado pede ao governo informações a respeito da gripe H1N1

0

A Assembleia Legislativa aprovou o requerimento nº 464/2019, de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que exige do governador Mauro Mendes Ferreira (DEM) e do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, informações a respeito das ações de prevenção e combate à gripe H1N1, popularmente conhecida como gripe suína, bem como das políticas adotadas com relação à prevenção de dengue, zika e chikungunya.

As informações deverão ser fornecidas no prazo de dias de acordo com a Lei Federal nº 12.527/2011 que regula o acesso às informações do poder público.

O governo do Estado deverá apresentar respostas aos seguintes questionamentos: existe campanha para instruir a população para prevenir o contágio? A campanha de vacinação alcançou os resultados esperados? Quais medidas estão sendo tomadas para que o Estado de Mato Grosso dê o apoio necessário aos municípios? A Rede Estadual de Saúde tem investido em ferramentas para evitar uma possível epidemia de H1N1, dengue, zika e chikungunya? Os Hospitais Regionais possuem estrutura para diagnosticar e tratar os pacientes infectados?

No dia 27 de maio de 2019, foi confirmada no município de Rondonópolis a primeira morte neste ano em Mato Grosso relacionada ao H1N1. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, tratava-se de um idoso de 64 anos.

No requerimento, o deputado estadual Wilson Santos cita que 27 dos 141 municípios de Mato Grosso estão em um nível de infestação considerado como de risco 1. Trata-se dos municípios de Alto Paraguai, Araputanga Aripuanã, Barra do Bugres, Cáceres, Canarana, Cláudia, Cuiabá, Diamantino, Guiratinga, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Marcelândia, Nobres, Nortelândia, Nossa Senhora do Livramento, Poxoréu, Querência, Rondolândia, Rosário Oeste, Santa Cruz do Xingu, Santo Antônio de Leverger, Sinop, Tabaporã, Tangará da Serra, Tapurah e Várzea Grande.

Exames confirmam duas mortes por H1N1 em Mato Grosso



Mato Grosso registra 18 casos de influenza e sete óbitos

Mulher morre com sintomas H1N1 em Mato Grosso

Mais um paciente morre com suspeita de H1N1 em Mato Grosso; outras 3 mortes são investigadas