Ossada de jovem desaparecida há mais de um ano é encontrada em cova e ex-marido confessa crime em MT

A ossada da vítima, Daniela Erica Cordeiro de Campos, de 23 anos, foi encontrada no domingo (23), em uma cova com profundidade de aproximadamente 1,5 metro.

0

A ossada de uma jovem que estava desaparecida desde o dia 28 de abril do ano passado em Paranaíta, a 849 km de Cuiabá, foi localizada pela Polícia Judiciária Civil no domingo (23), após mais de um ano de investigações.

Na quinta-feira (20), o ex-marido da vítima, Ederson José Rodrigues, suspeito de ter cometido o crime, foi preso na cidade de Apiacás, a 1005 km de Cuiabá.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

O suspeito teve o mandado de prisão temporária decretado pela Justiça, por homicídio e ocultação de cadáver, com base em investigações da Polícia Civil.

A ossada da vítima, Daniela Erica Cordeiro de Campos, de 23 anos, foi encontrada no domingo (23), em uma cova com profundidade de aproximadamente 1,5 metro, nas proximidades da MT-206, sentido Usina Teles Pires, a cerca de 10 quilômetros da cidade de Paranaíta.


-Continua depois da publicidade ©-

As buscas começaram no dia 28 de abril de 2018, após a mãe da jovem procurar a delegacia para comunicar o desaparecimento da filha.

Conforme o delegado Marcos Cézar Faria Lyra, os policiais civis identificaram o ex-marido da vítima, como principal suspeito, bem como os indícios de homicídio e ocultação de cadáver.

Ao ser surpreendido pelos policiais civis de Apiacás e ter a ordem judicial de prisão temporária cumprida, Ederson José Rodrigues foi novamente interrogado pelo delegado e resolveu confessar os fatos.

O suspeito alegou motivo passional, afirmando que estava sendo traído pela vítima, por isso perdeu o controle e, durante uma discussão, praticou o crime.

Na segunda-feira (24) o preso foi apresentado para audiência de custódia, sendo mantida a sua prisão.