Saiba como evitar a infecção urinária durante a gravidez

Pré-natal deve ser realizado desde o início da gestação; só assim é possível tratar a tempo qualquer alteração

0
Durante a gravidez, o corpo feminino passa por diversas alterações funcionais e anatômicas dos rins e das vias urinárias, o que favorece a multiplicação de bactérias na região. Por conta disso, as gestantes estão mais propensas a desenvolver infecção urinária.

Trata-se de um problema de origem bacteriana muito comum entre todas as pessoas de idade e gênero. Os sintomas são reconhecidos por fortes dores no sistema urinário, envolvendo a bexiga e a uretra.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

A dona de casa Rosalva Pereira Sato relata os sintomas. “Fico com muita vontade de urinar, mas quando vou ao banheiro não sai quase nada. E, quando sai, é muito pouco, apenas pingos”, afirma.

Segundo o ginecologista Alexandre Nozaki, há riscos de não identificar e tratar uma infecção urinária durante a gestação. “A infecção não tratada pode favorecer um trabalho de parto prematuro e, como consequência, o nascimento de bebês com baixo peso, que ficam internados por mais tempo”, alerta.


-Continua depois da publicidade ©-

Por causa disso, é importante realizar o pré-natal desde o início da gravidez. Assim, é possível detectar e tratar a tempo qualquer alteração ou infecção que o corpo apresente.

“Eu tive infecção urinária no início da gravidez. A minha sorte foi realizar o exame no começo. Assim consegui ser tratada e medicada sem nenhum problema para minha saúde ou a do bebê”, conta a economista Beatriz Stefano.

Genética

O urologista Marcelo Pitelli explica as questões genéticas da relação entre gravidez e infecção. “As mulheres têm uma configuração anatômica diferente dos homens. Elas têm uretra mais curta – cerca de 4 centímetros, o que facilita a infecção do ânus para bexiga”, explica.

Confira algumas dicas para evitar:

– Ao ir ao banheiro, sempre limpar-se usando o papel higiênico no sentido de frente para trás, para evitar que as bactérias do ânus se espalhem;

– Evite segurar a urina quando tiver vontade ou após a relação sexual;

– Fazer a higiene íntima todos os dias e após as relações sexuais com sabonete suave e sem perfume;

– Beber bastante água durante todo o dia.