A Vigilância Sanitária de Lucas do Rio Verde-MT inicia na próxima semana cadastramento para castração de cães e gatos (fêmeas) com o objetivo de fazer o controle populacional e de zoonose desses animais no município.

Ao todo serão realizadas 500 castrações: 150 felinas e 350 caninas.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

“Nós faremos 40 castrações por mês até atingir ao total de 500 castrações. O serviço será disponibilizado para famílias de baixa renda e que estão inscritas nos programas de assistência social do município”, salientou o médico veterinário, Cleber Fernando.

As famílias interessadas em castrar os animais devem procurar a equipe da Vigilância Sanitária, localizada na praça da igreja Rosa Mística. “A partir daí vamos fazer uma pré-vistoria e avaliar o animal e em seguida enviar para a clínica veterinária que ganhou a licitação para a realização do serviço”, acrescentou.


-Continua depois da publicidade ©-

O Secretário de Saúde de Lucas do Rio Verde, Rafael Bespalez, destacou a importância desse trabalho, que terá resultado médio e longo prazo.

“É um trabalho que terá resultado a médio e longo prazo. Então, o controle populacional o excesso de animais soltos nas ruas daqui alguns anos. É importante para fazer a parte preventiva desse problema, digamos assim, de animais nas ruas”, disse.

Além do controle populacional desses animais há também a preocupação com a saúde da população tendo em vista que animais doentes podem transmitir doenças ao ser humano.

“Como responsabilidade da Secretária de Saúde, é necessário fazer o controle de zoonoses. São doenças que infectam os animais e que podem ser transmitidas de forma natural para o ser humano”, finalizou Bespalez.

BENEFÍCIOS DA CASTRAÇÃO 

Além do controle de zoonose populacional de animais, a castração traz alguns benefícios importantes para os pets, afirmou o médico veterinário Cleber Fernando.

“Em geral nas fêmeas, o procedimento diminui o risco de câncer de mama. Diminui possíveis infecções uterinas, não entram mais no cio e em geral os animais tendem a ficarem mais dóceis, entre outros benefícios”, finalizou.