Trânsito em corredores exclusivos de ônibus é liberado durante paralisação dos motoristas de coletivos em Cuiabá

0
Foto: Luiz Alves/Secom-Cuiabá

O trânsito para veículos de passeio foi liberado nos corredores exclusivos para coletivos, nesta segunda-feira (10), durante a paralisação dos motoristas de ônibus, em Cuiabá. Segundo a Secretara de Mobilidade Urbana (Semob), a medida visa reduzir o impacto no trânsito causado pela paralisação e se estende até as 12h.

Com isso, deve reduzir os congestionamentos registrados pelas principais avenidas da Capital.

Atualmente, Cuiabá conta com 14 km de faixas distribuídos entre as Avenidas Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), Tenente Coronel Duarte (Prainha), Getúlio Vargas e Isaac Póvas. As faixas são responsáveis pela redução de 30% do tempo de viagem dos passageiros que utilizam estes trechos.

Nos dias comuns, transitar na faixa ou via exclusiva regulamentada é considerado como infração gravíssima, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O infrator está sujeito a multa de R$ 293 e perda de sete pontos na CNH. O monitoramento é feito por meio de câmeras e também pela presença in loco dos agentes de trânsito.

Paralisação

Funcionários do transporte coletivo de Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana da capital, fazem uma paralisação desde a madrugada desta segunda-feira (10). Eles alegam que estão com problemas no pagamento de salários e decidiram não trabalhar.

O sindicato dos funcionários do transporte público de Cuiabá dizem que o problema se arrasta há seis meses. Os trabalhadores e as empresas fizeram um acordo coletivo que previa o pagamento do salário no quinto dia útil de cada mês, o que não aconteceria de fato.

Os funcionários alegam que recebem o salário somente a partir do dia 19 e 20 de cada mês.

A paralisação afeta 270 mil usuários e atinge 100% do transporte público da Grande Cuiabá.