Pelo menos 13 milhões de árvores foram derrubadas ilegalmente em dois meses em MT

0
Foto: Ricardo Abad/ISA

Pelo menos 13 milhões de árvores foram derrubadas sem autorização na bacia do Xingu, em Mato Grosso, entre os meses de março e abril, segundo o Instituto Socioambiental (ISA).

No estado, os municípios de Canarana, Cláudia, Gaúcha do Norte, Peixoto de Azevedo e Querência, a taxa de desmatamento ilegal atingiu 100% no período analisado.


Continua depois da publicidade

Em Feliz Natal, a 518 km de Cuiabá, a taxa foi de 68% de área ilegal desmatada. O município, porém, foi o que mais desmatou em área: um total de 1.572 hectares.

Nos meses analisados, o levantamento do ISA aponto um aumento nas taxas de desmatamento na bacia do Xingu em relação aos dois primeiros meses do ano.

-Continua depois da publicidade ©-

Foram registrados 21.495 hectares desmatados, o que representa um aumento de 156% em relação ao período anterior. Desse total, 19% foi desmatado em Terras Indígenas e Unidades de Conservação.

A bacia do Xingu tem de 51 milhões de hectares que inclui 31 Terras Indígenas e 21 Unidades de Conservação abrangendo mais de 60 municípios no Pará e Mato Grosso.





-Patrocinador-