O gerente e o mecânico que trabalham na fazenda do senador Jayme Campos (DEM), e que estavam desaparecidos desde quinta-feira (6), foram encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (7) dentro de uma caminhonete que caiu de uma ponte de um rio no município de Castanheira, a 780 km de Cuiabá.

A informação foi confirmada pelo senador por telefone ao G1.

De acordo com a Polícia Militar, o gerente foi identificado como José Moisés Carvalho, de 58 anos. O mecânico é Paulo Roberto Xepa.

A caminhonete em que eles estavam foi encontrada capotada dentro de um rio depois de supostamente ter caído da ponte na MT-170.

As vítimas estavam desaparecidas desde a madrugada de quinta-feira, quando saíram da fazenda para ir até Juína, a 737 km de Cuiabá. O acidente foi a 25 km da fazenda.

Em nota, o senador disse estar consternado e lamentou o falecimento dos funcionários.

“As famílias enlutadas os sentimentos de pesar pelo ocorrido, lembrando que ambos eram funcionários dedicados e que por muitos anos desempenharam seus afazeres com presteza e dignidade”, declarou o político.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Polícia Civil de Juína. Moisés e Paulo saíram na caminhonete e comprariam produtos para a fazenda. Eles avisaram que retornariam por volta do meio-dia, o que não aconteceu.

Como não deram notícias e nem apareceram na propriedade, os outros funcionários procuraram a polícia.

Uma aeronave foi usada na região para tentar localizar as vítimas. O Corpo de Bombeiros de Juína e a Polícia Civil foram avisadas sobre o acidente.