Projeto desenvolvido pelos governos de GO e MT prevê a recuperação de áreas degradadas em municípios dos dois estados

0
Foto: Marcos Vergueiro/Gcom

Um projeto desenvolvido pelas secretarias de Meio Ambiente de Mato Grosso e Goiás prevê a recuperação de áreas degradadas em municípios dos dois estados. Intitulado “Juntos pelo Araguaia”, o projeto também envolve produtores rurais que declararam a existência degradação nas propriedades deles, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O projeto estima a recuperação de 10 mil hectares de áreas degradas em 27 municípios da região, sendo 5 mil em cada um dos estados. Em princípio, será dada prioridade às cabeceiras do rio que corta cinco estados, em um percurso de 2.600 quilômetros.


-Continua depois da publicidade ©-

Em Mato Grosso, os municípios inclusos no projeto compõem o Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Araguaia, que são: Alto Taquari, Alto Araguaia, Alto Garças, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Guiratinga, Pontal do Araguaia, Tesouro, General Carneiro, Barra do Garças.

Na primeira etapa, o objetivo é recompor as florestas nas áreas de preservação permanente. Bem como estimular o manejo de pastagens e atividades agropecuárias com tecnologias de baixo carbono.


Essa etapa também inclui a implantação de sistemas agroflorestais nas zonas de recarga de aquíferos, nas cabeceiras e nos afluentes que formam o Rio Araguaia.


--Continua depois da publicidade ©--

A implantação do projeto conta com a participação de pesquisadores de universidades e tem como base um trabalho semelhante realizado em Minas Gerais e que já demonstrou resultados positivos com relação à recuperação de áreas degradadas.

Um acordo de cooperação técnica entre os estados deve ser assinado nesta quarta-feira (5), com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PSL).



--PATROCINADO--