A repercussão dos crimes de homicídio e tentativas de homicídios nos últimos dias em Lucas do Rio Verde levantou boatos de um possível motoqueiro ‘fantasma’, ou ‘justiceiro’, que estaria agindo na cidade.

Em entrevista ao CenárioMT, o delegado Daniel Santos Nery, esclarece, portanto que, não passa de boatos e que os crimes, ocorridos no mês de maio, têm diversas motivações: passional; banal e tráfico de entorpecentes.

Embora, a motocicleta apreendida durante investigações de tais crimes, foi utilizada por suspeitos diferentes, para o cometimento dos mais variados delitos.

Trata-se de uma motocicleta Honda XRE 300, preta, que teve sua cor original adulterada. Diante da exposição da motocicleta nos últimos acontecimentos, de forma grotesca, os criminosos pintaram o tanque de combustível de vermelho.

“Segundo os suspeitos, ela era usada de forma coletiva. Ela estava escondida em uma mata próxima ao bairro Téssele Junior, sendo produto de furto nessa cidade. Qualquer um que chegava ali, pegava ela com o compromisso de devolver e esconder no mesmo lugar. Então, por isso que nós tínhamos ai essa moto envolvida em alguns crimes. Tantas pessoas a usaram, que nem podemos associar a motocicleta e alguns crimes que foram cometidos com ela a esse ou aquele suspeito, pois de fato, ficou claro para nós que muitos pegaram essa moto e usaram”, finalizou o delegado. 



Segundo o delegado, após investigação foi esclarecidos todos os homicídios que aconteceram no mês de maio, um número fora do comum. (Confira mais detalhes)

Onda de violência que deixou 3 mortos em Lucas do Rio Verde é esclarecida por Delegado