Lucas: Jovem morto após jogo de sinuca, será transladado para o Maranhão

Ronaldo era casado e deixa uma filha, menor de idade

0

Será transladado para o Estado do Maranhão, onde residem os familiares, o corpo do pedreiro morto com tiros à queima-roupa em um bar de Lucas do Rio Verde-MT. O pedreiro Ronaldo Brito da Silva, 27 anos, foi atingido por pelo menos quatro disparos de arma de fogo: dois no tórax; um no abdômen e outro no braço esquerdo.

Ronaldo era casado e deixa uma filha, menor de idade. De acordo com a funerária São Gabriel, familiares da vítima estão fazendo as tratativas para o translado do corpo para o Maranhão.


Continua depois da publicidade-pix


A vítima, como já informado pelo CenárioMT, estava em um bar na rua Sarandi, no bairro Rio Verde, jogando sinuca com um amigo, quando houve um desentendimento entre os dois. O crime aconteceu por volta das 00h26 desse domingo, 26 de maio.

O CRIME

-Continua depois da publicidade ©-

Consta no boletim de ocorrência registrado no 13º Batalhão da Polícia Militar, onde uma das testemunhas que é proprietária do bar onde ocorreu o homicídio relatou que a vítima e o suspeito estavam jogando sinuca apostando dinheiro. Que a vítima, durante o jogo, ganhou todo dinheiro do suspeito.

Que antes da aposta, o suspeito debochava da vítima, dizendo que ela não tinha dinheiro para apostar. Depois de ganhar todas as partidas e pegar o dinheiro, a vítima teria debochado do adversário dizendo: “Você não era o que tinha dinheiro?”.

Diante do deboche, o filho do homem quem perdeu a aposta, resolveu tirar satisfação com Ronaldo Brito da Silva (vítima). Ronaldo por sua vez, de acordo com o boletim de ocorrência, teria falado para o rapaz que não havia motivos para ficar bravo, haja vista que se conhecia de longa data. O tempo todo, a vítima dizia que não queria brigar, afirmando ainda que o garoto estava exaltado para mostrar valentia ao seu pai.

Pai e filho saíram do bar e retornaram cinco minutos após, já com uma pistola 380, prata, nas mãos. O homem que perdeu as aposta, como está descrito no B.O efetuou os disparos à queima-roupa contra Ronaldo Brito.

Após os disparos, o filho do suspeito ainda teria mencionado a seguinte frase: “mata ele pai, ele ainda está vivo. Ele ainda está respirando”.

Em seguida, os suspeitos saíram do local em uma motocicleta 125 cilindradas, vermelha, tomando rumo ignorado.

As testemunhas, percebendo a agonia da vítima, rapidamente a colocaram em um carro e fizeram a condução até o hospital São Lucas. Ao realizar as primeiras manobras para salvar a vida do pedreiro, a equipe médica constatou sua morte.

A PM fez diligências durante a madrugada no intuito de prender os suspeitos do homicídio, porém, até o fechamento dessa matéria os mesmos não haviam sido localizados. A polícia Judiciária Civil passa a investigar o caso.

Jovem é assassinado a tiros durante jogo de sinuca em Lucas do Rio Verde





-Patrocinador-