Cachorra de MT faz tour por 9 países junto com os donos mochileiros

'Lilo mochileira', de 5 anos, já passou por Portugal, Espanha, Andorra, França, Mônaco, e agora está fazendo um tour com os donos, Talita Alberti e Rennan Duarte, pela Itália, Vaticano e Malta. Ela adora praias, segundo a dona.

0
Foto: Talita Meurer Alberti/ Arquivo pessoal

Uma cachorra da raça golden retriever está viajando pela Europa junto com os donos, um casal de mochileiros que mora em Cuiabá. ‘Lilo mochileira’, de 5 anos, já viajou para Portugal, Estados Unidos, Espanha, Andorra, França, Mônaco, Vaticano, e agora está fazendo um tour com os donos, Talita Meurer Alberti e Rennan Duarte, na Itália, novamente no Vaticano e Malta. O tour começou em 2017.

Talita, que é arquiteta, conta que Lilo também já viajou para várias cidades brasileiras e, para mostrar a rotina de Lino durante as viagens, os donos criaram um blog e um perfil nas redes sociais. ‘Lilo mochileira’ já acumula mais de 27 mil seguidores.

“Sou apaixonada por viagens e viajo o máximo que posso. Quando adotei a Lilo, ela acabava ficando com amigos ou em hotéis, em Cuiabá. Durante uma viagem aos Estados Unidos, vi vários cães nos aeroportos, então vi que era possível viajar com ela, comecei a pesquisar sobre e não parei mais”, contou.

A dona afirmou que, dependendo de quantos dias durará a viagem, fica mais barato levar o animal em vez de deixá-lo em um hotel.

O custo de uma diária em um hotel para cachorros, em Cuiabá, custa cerca de R$ 50. Já uma passagem aérea para um cão de porte grande para a Europa custa cerca de R$ 1,8 mil, variando conforme a época e a companhia aérea.

“A presença dela não me atrapalha em nada. Nossas primeiras férias juntas foram de 60 dias, então o valor da passagem acabou ficando melhor do que no hotelzinho”, explicou.

Entre praças, praias, centros históricos, monumentos e outros pontos visitados por Lilo, o preferido dela são as praias, segundo Talita.

“Ela ama praia. Desde pequena levamos a Lilo para lá e para cá. Ela está acostumada a frequentar outras casas e isso fez com que ela se sentisse segura em quase todos os lugares, desde que estivesse conosco”, ressaltou.

Ao final do tour por Itália, Vaticano e Malta, Lilo e os donos devem passar por Madri e Lisboa, antes de retornar para Cuiabá.

“Depois disso não sabemos o próximo destino. Vamos voltar, pagar as contas e começar a planejar de novo”, disse.