Ex-policial de Lucas do Rio Verde é empossado delegado em Mato Grosso

Na cerimônia de conclusão de curso, Eugênio foi homenageado com um certificado por ter obtido a primeira colocação no concurso

0
FOTO: Mayke Toscano/Secom-MT

Investigador da Polícia Civil que atuou em Lucas do Rio Verde-MT está entre os 18 novos delegados que terminaram o 15º Curso de Formação Técnico-Profissional da Academia de Polícia Civil. A formatura dos delegados aconteceu na noite da ultima sexta-feira (17.05), no Salão Nobre Clóves Vettorato, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá.

Eugênio Rudy Júnior, 42 anos, atuou como investigador de polícia por 12 anos, sendo 7 deles em Lucas do Rio Verde-MT e outros 5 na cidade onde nasceu, Aripuanã-MT.

Quando ainda era acadêmico do curso de Direito em uma faculdade de Lucas do Rio Verde, Eugênio já se dedicava aos estudos para o cargo de delegado, tendo sido aprovado logo após a conclusão do curso de direito e logrado a primeira colocação no concurso para delegado de Mato Grosso. Foi aprovado também nos concursos para delegado em Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

Ao portal CenárioMT, Eugênio que é casado e pai de dois filhos, confessou que gostaria muito de atuar na comarca de Lucas do Rio Verde-MT, ao lado dos colegas e amigos que fez, cidade pela qual tem imenso carinho, mas certamente não será o destino do mais novo delegado mato-grossense.

Os novos delegados formados deverão assumir delegacias de cidades do interior de Mato Grosso. Na próxima semana serão escolhidas as cidades de atuação de cada novo delegado.

Em mensagem aos novos delegados, o governador Mauro Mendes pediu aos formandos disposição para fazer um pouco mais daquilo que já é feito hoje, para melhorar a segurança e o desenvolvimento do Estado.



“Precisamos nesse País desenvolver o senso de coletividade, de patriotismo, que parece que se perdeu ao longo das últimas décadas (..). “Sei que cada um dos senhores se esforçaram muito, estudaram muito e hoje estão aqui coroando o ápice de um processo, de uma etapa de tantas outras que teremos pela frente. Espero que, assim como vocês foram exitosos, vitoriosos até esse momento, que outras vitórias possam ser brindadas em suas carreiras profissionais”, disse.

O delegado geral da Polícia Civil, Mário Dermeval de Resende, destacou a importância da entrada dos delegados, para que as ações de repressão aos crimes sejam fortalecidas nos locais mais longínquos, principalmente, naquelas regiões de fronteira com outros estados e países, como é o caso do Oeste de Mato Grosso.

“É um ato marcante para a instituição, tendo em vista que perdemos muitos delegados com os processos de aposentadorias. E o concurso público realizado em 2017 vem permitindo essas nomeações. Isso acaba suprindo essas lacunas por conta das aposentadorias. Esperamos outras nomeações buscando o reforço ainda maior do quadro de delegados para que as investigações caminhem de maneira mais célere”, afirmou.

O diretor da Academia, Welber Batista Franco, falou da preparação dos policiais que agora entram em atividade. “Foi com dificuldades, mas com muita perseverança que conseguimos junto ao governador a nomeação dos colegas, a desenvoltura do curso com toda a voluntariedade dos professores, que se desdobraram que ocorresse. De forma lisonjeada hoje, a Academia está muito feliz por estar certificando esses novos delegados que vão para o interior levar à sociedade um trabalho de excelência, reconhecido pelo Estado”.

Participaram da cerimônia diretores da Polícia Civil, os comandados da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Politec, dentre outras autoridades, presidentes do Sindicado dos Delegados, do Sindicato dos Investigadores, da Associação dos Delegados, delegados aposentados, policiais, familiares e amigos dos formandos.

Na cerimônia de conclusão de curso, Eugênio foi homenageado com um certificado por ter obtido a primeira colocação no concurso.