Hegerberg marca hat-trick, Lyon goleia Barcelona e conquista sua sexta Liga dos Campeões feminina

0

O Lyon confirmou seu favoritismo na Liga dos Campeões feminina, venceu o Barcelona por 4 a 1 e conquistou seu sexto título da competição – o quarto seguido. O triunfo teve o brilho da maior estrela da equipe: Ada Hegerberg. Atual dona do prêmio Bola de Ouro da revista France Football, a norueguesa marcou um hat-trick na partida disputada na Arena de Budapeste, na Hungria. Marozsan completou o placar para as francesas, e Oshoala descontou para o Barça.

Com o hat-trick na final, Hegerberg chegou a 44 gols na Liga dos Campeões feminina e está a sete de igualar a maior goleadora da história da Champions feminina: Anja Mittag. A norueguesa é a quarta jogadora que mais balançou as redes na competição – a brasileira Marta é a terceira colocada, com dois gols a mais.

O jogo

A primeira grande chance do jogo foi do Barcelona, após erro de passe de Hegerberg. No entanto, o time catalão não conseguiu aproveitar bem o contra-ataque. A equipe francesa respondeu rapidamente. Van de Sanden recebeu belo lançamento de Bronze, cruzou na área, e Marozsan só desviou para abrir o placar em sua cidade natal em menos de cinco minutos de jogo.

O Lyon não deu chances para o Barcelona respirar. Van de Sanden surgiu novamente pela direita e cruzou para Ada Hegerberg dominar e marcar o segundo aos 14 minutos.

O terceiro voltou a sair dos pés de Ada Hegerberg, após receber passe de Amel Majri. O quarto também foi da atual Bola de Ouro. Hegerberg deu passe para Bronze pela direita, e a lateral cruzou para a própria norueguesa desviar de direita para o fundo da rede, aos 30 minutos.

Após aproveitar bem os espaços, especialmente pelo lado direito do campo, e fazer o quarto gol, o Lyon buscou administrar a partida até o apito final. A brasileira Andressa Alves chegou a entrar no fim da etapa final, quando o time catalão ainda tentava diminuir o prejuízo no placar. Foi somente aos 43 do segundo tempo que o Barcelona finalmente conseguiu furar a marcação das francesas. Oshoala recebeu lançamento, deu um toque, cortou a marcadora e chutou para fazer o gol de honra do Barça.