Kajuru questiona motivos para corte orçamentário na educação superior

0
Senador pediu que governo federal venha a público para detalhar, "centavo por centavo", como foram decididos os cortes em uma área que depende de planejamento de longo prazo como a educação Waldemir Barreto/Agência Senado

Enquanto Alemanha anuncia 160 bilhões de euros em verbas para universidades e pesquisas cientificas, Brasil reduz o orçamento do ensino superior e técnico em 30%. Com essa comparação, o senador Jorge Kajuru (PSB- GO) criticou, nesta terça-feira (14), em Plenário, a medida anunciada pelo governo federal.

O parlamentar comparou a diferença de prioridades entre os países. Segundo ele, na Alemanha, o governo planeja os investimentos na área da educação para a próxima década. Já no Brasil, os cortes que influenciam diretamente na vida de milhares de alunos e professores são feitos por um ministro, sem nenhum critério aparente.

— Não estou concluindo que o Estado não deva planejar melhor o uso dos recursos públicos. Pelo contrário, a gestão pública tem o dever de empregar bem e planejadamente os recursos públicos, principalmente na educação. Mas, numa sociedade democrática, como a nossa, o Poder Público tem o dever de, numa situação como essa, em que se anuncia um corte orçamentário, vir a público e detalhar, centavo por centavo, por que está agindo desta maneira — afirmou Kajuru.