FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
FOTO: Corujão- Nova Mutum
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;

 

Um desmanche de caminhões roubados foi descoberto em meio ao cerrado de uma fazenda, entre os municípios de Diamantino-MT e Nova Mutum-MT. O local de difícil acesso se tornou um ponto estratégico para que os criminosos, após roubar os veículos, geralmente no trecho que compreende o Posto Gil a Cuiabá-MT na BR-163/364, pudessem fazer o desmanche sem levantar suspeitas.


Continua depois da publicidade-pix


A Polícia Militar de Nova Mutum e PRF chegou ao local, após dois proprietários de caminhões roubados se unirem e iniciar por conta própria as buscas por seus veículos.

De acordo com uma das vítimas, moradora de Lucas do Rio Verde-MT, que teve seu caminhão Volvo 540, branco, roubado na terça-feira (16), entre os municípios de Rosário Oeste-MT e Jangada-MT, juntamente com outra vítima que teve o caminhão roubado no mesmo trecho, na quarta-feira (17), pagaram uma aeronave privada para fazer sobrevoos na região.

-Continua depois da publicidade ©-

O ponto de partida se deu ao fato de que o morador de Lucas do Rio Verde, conseguiu na noite em que seu veículo foi roubado, traçar a rota que o caminhão seguiu até perder o sinal do sistema de monitoramento. (RELEMBRE O CASO NOTICIADO PELO PORTAL CENÁRIOMT – CLIQUE AQUI).

Já na data de ontem, sexta-feira (26), a aeronave paga pelas vítimas realizava sobrevoo, momento em que um dos ocupantes, percebeu que em meio a mata havia alguns veículos de carga. O piloto fez um sobrevoo mais baixo, onde constatou que poderia se tratar de um desmanche de caminhões em meio à vegetação. Ao perceberem a aproximação do avião, alguns homens que trabalhavam no ‘desmanche’ saíram correndo na mata.

Após a constatação do fato, as autoridades policiais foram acionadas e já neste sábado, equipes da PRF, Força Tática de Nova Mutum, com apoio da Guarnição do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), com auxilio da aeronave Águia 3, chegaram ao local, juntamente com as vítimas dos roubos.

No local havia um acampamento, diversas peças de veículos roubados, um caminhão caçamba, além de dois vagões que compõe o bitrem da vítima moradora de Lucas do Rio Verde.

FOTO: Corujão- Nova Mutum

“O cavalinho está desmanchado, cortaram o chassi em pedaço. Na verdade a única coisa que sobrou do meu caminhão foi o motor e a cabine, o resto foi levado tudo. Já as carretas estavam inteiras, sendo que uma ainda tinha a metade da carga. É um cemitério lá, é um lugar que desmancharam diversos caminhões, não é o primeiro”, disse o empresário.

Já o caminhão roubado do empresário da cidade de Nova Mutum não foi localizado no local desmanche. Com auxilio de caminhões guinchos, as autoridades policiais juntamente com as vítimas retiraram o que sobrou dos veículos e conduziram até a cidade de Nova Mutum.

A polícia fez diligências na sede da fazenda onde foi localizado o desmanche e encaminhou três pessoas suspeitas de envolvimento nos crimes. As investigações continuam.

Motorista de Lucas do Rio Verde permanece 20 horas em cativeiro





-Patrocinador-