Número de mortes envolvendo veículos de carga na BR-163 cai 68,5%

0

A campanha Safra Segura 2018/2019 realizada pela Rota do Oeste, entre 1º de fevereiro e 8 de abril, na BR-163 em Mato Grosso foi encerrada com uma redução de 68,5% no número de mortes em acidentes envolvendo caminhões e carretas. O período é considerado um dos mais críticos na rodovia pelo aumento no tráfego de veículos pesados. Em 2019, a Concessionária registrou seis óbitos no trecho de 850,9 quilômetros sob concessão da rodovia. Na ação e mesmo período do ano anterior, foram contabilizadas 19 vítimas fatais.

Para o gerente de Operações da Concessionária, Wilson Ferreira, o resultado é fruto de uma soma de fatores. Entre eles está a maior conscientização dos motoristas, a prestação de atendimento médico às ocorrências com agilidade, além do trabalho das equipes operacionais e os serviços de conservação e recuperação da via.

“Durante este período atuamos com a campanha Safra Segura, que trouxe como tema a valorização da vida dos caminhoneiros. Os cuidados na direção e com a revisão dos veículos são importantes o ano todo, mas reforçamos este alerta na safra. Ver que isto resultou na diminuição de mortes na rodovia é gratificante”, disse Ferreira.

Além da redução de óbitos, também foi registrada queda no número de feridos, de 110 em 2018 para 87 este ano. Os tipos de acidentes mais frequentes envolvendo os veículos de carga na BR-163 permaneceram sendo colisão traseira, com 83 ocorrências, tombamentos, com 57, e saídas de pista, com 53 casos. Ao todo, foram 297 acidentes em 2019 contra 301 registrados no ano passado.

Ação – Como parte da campanha Safra Segura, a Rota do Oeste, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), implantou medidas de segurança e ações específicas na BR-163, incluindo a intensificação das obras de reparos emergenciais, reposicionamento estratégico das equipes e monitoramento dos ‘gargalos de tráfegos’, como são chamados os pontos com intenso fluxo de veículos pesados.

“A Concessionária reforça todas as suas equipes neste período devido a importância para o escoamento da produção do país, além de garantir a segurança dos usuários. Reduzir o número de acidentes e mortes é sempre o nosso objetivo”, finaliza o gerente de Operações.