Juizado autoriza, e Ninho do Urubu está liberado parcialmente para a base do Flamengo

0
FOTO: Ivan Raupp

O Juizado da Infância e do Adolescente autorizou, e o Ninho do Urubu está liberado parcialmente para menores de idade. O órgão atendeu ao pedido do Ministério Público, e as categorias de base do Flamengo vão poder voltar a treinar no local a partir desta quarta-feira, 68 dias após o incêndio que matou 10 jogadores no centro de treinamento, na maior tragédia da história do clube. Os jovens, no entanto, ainda não poderão pernoitar nos alojamentos, assim como acontece com o elenco profissional.

Enquanto negocia as indenizações com as famílias – três já fecharam acordos -, o Flamengo corre para regularizar o Ninho do Urubu, que chegou a ficar interditado pela Prefeitura do Rio de Janeiro do dia 27 de fevereiro a 11 de março. Desde então, o local passou por diversas vistorias, e a diretoria assinou junto ao Corpo de Bombeiros um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para adotar medidas regularizadoras contra incêndio e pânico, previstas em lei.


Na semana passada, o MP-RJ já havia aprovado a liberação parcial para menores e aguardava a determinação da Justiça. Após dois encontros com o vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, o juiz Pedro Henrique Alves acatou o pedido e liberou parcialmente o uso do CT para a base. Os garotos, que vinham treinando no CT do Audax, em São João de Meriti, poderão voltar a ter acesso aos campos, vestiários, centro médico e restaurante do Ninho.

  Jogo do Bahia ao vivo: veja onde assistir Bahia x Londrina na TV e online pela Copa do Brasil

– Trabalhei incessantemente pelo TAC. Depois os Bombeiros certificaram o CT estava apto a receber pessoas e não provocava nenhum tipo de risco. Me encontrei duas vezes com o juiz, ele ouviu o Corpo de Bombeiros e o Ministério Público e liberou o Ninho parcialmente. O juiz foi cauteloso, mas preferimos atender as exigências de liberação feitas pelos Bombeiros que, diante da tragédia que aconteceu, são razoáveis. Agora vamos atrás do alvará definitivo que libere totalmente o uso integral do CT – explicou Dunshee em contato com o GloboEsporte.com.

O MP impõe algumas condições, como a disponibilização de uma equipe médica integral em caso de acidentes de emergência e uma nova vistoria em 30 dias para conferir se foram resolvidas as irregularidades apontadas pelo Corpo de Bombeiros.

Números das categorias de base do Flamengo

  • 110 – jovens entre 14 e 17 anos
  • 35 – famílias hospedadas em hotel com jovens de fora do Rio
  • 5 – jogadores moram em comunidades precárias no Rio e também se alojam no CT
  • 30% – das categorias Sub-14, 15, 16 e 17 será afetado caso as famílias deixem o Rio

| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui