Plenária final da 13ª Conferência em Saúde delibera propostas à política SUS dos próximos dois anos

0

As proposições serão votadas por delegados dos usuários, trabalhadores e governo

A 13ª Conferência Municipal de Saúde de Cuiabá realiza a plenária final na tarde desta sexta-feira (12). Estão sendo definidas quais das propostas colhidas nas nove Pré-Conferências Regionais e trabalhadas em período integral pelos cerca de 700 conferencistas desde a última quarta-feira (10), deverão compor as políticas púbicas do Sistema Único de Saúde (SUS) da Capital nos próximos dois.  

As sugestões de melhorias aos serviços SUS serão votadas pelos chamados ‘Delegados’ eleitos nas etapas regionais para representar os seguimentos dos usuários, trabalhadores, governo e seguimentos organizados.

De acordo com o vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde e coordenador da 13ª Conferencia, Júlio César Garcia, este é o momento ápice do evento. “A Plenária Final é o espaço em que os anseios da população, devidamente debatidos ao longo dos dois dias e meio, são colocados em níveis de prioridade e postos em votação. As aprovadas pelos delegados em plenária, farão parte do consolidado e seguem como diretrizes para a construção da política pública do município, visando melhoria de atendimento e acesso em saúde à todos”, explicou.

Ainda segundo o presidente, por se tratar de ano de Conferências Estadual e Nacional, as propostas também seguirão para apreciação dos dois eventos visando subsidiar a construção das políticas em saúde para das duas esferas.

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS

Em Cuiabá, as Conferências Municipais acontecem a cada dois anos por força da Lei 094/2003, com o objetivo de fortalecer a participação do Controle Social com ampla representação da sociedade.

Nesta edição, as propostas elencadas foram subsidiadas pelas temáticas federais ‘Democracia e Saúde: Saúde Como Direito, Consolidação e Financiamento do SUS’.