Pecuarista de MT é denunciada por maus-tratos e Indea determina sacrifício de gado

Animais eram mantidos confinados, sem comida e sem água, cercados por arame farpado.

0
ILUSTRATIVA

Uma produtora rural de Alta Floresta, foi denunciada por maus tratos aos animais. De acordo com a denúncia, ela mantinha cerca de 30 cabeças de gado confinado em uma área sem pasto e sem água.

Quando fiscais do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) chegaram ao local, encontraram os animais abaixo do peso e com ferimentos provocados pelo arame farpado que cercava o local.


Ainda segundo os veterinários, o gado se machucou tentando fugir do local em busca de alimento e água. Oito animais morreram.

A proprietária foi notificada e obrigada a sacrificar quatro cabeças que já estavam em uma situação de calamidade. Os 18 animais restantes foram vendidos.

  Campo Novo do Parecis abre a Rodada Técnica da Aprosmat 2019

| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui