Cuiabá Arsenal têm quatro meses para se preparar para o Brasileiro

O público está convidado para assistir o treinamento do Cuiabá Arsenal no próximo sábado (23.03), das 15h30 às 17h30, no Ginásio do Quilombo, em Cuiabá

0
Crédito Foto: Junior Martins

O público está convidado para assistir o treinamento do Cuiabá Arsenal no próximo sábado (23.03), das 15h30 às 17h30, no Ginásio do Quilombo, em Cuiabá

Com data de estreia no Campeonato Brasileiro de Futebol Americano marcada para ocorrer no fim do mês de junho, o Cuiabá Arsenal terá quatro meses para desenvolver o elenco de jogadores em três níveis: corpo, mente e coração. E é no primeiro desses quatro meses de treino, no mês de março, que se fará a iniciação esportiva ao futebol americano e a equalização dos diferentes perfis, dos veteranos com novatos e das desiguais condições de preparo físico.

“Atualmente temos três treinos coletivos por semana, mas isso pode ser dilatado para quatro quando se aproximarem as datas dos jogos. Precisaremos aprontá-los fisicamente, culturalmente e psicologicamente. Precisarão ter seus corpos prontos para o futebol americano, conhecer a cultura do esporte, nisso incluímos técnicas e táticas, e ter as mentes fortificadas. Não será fácil, mas começaremos devagar e depois intensificaremos”, fala o treinador americano, Thomas Kudyba.

O Cuiabá Arsenal tem 145 atletas sendo desenvolvidos para compor o elenco que disputará as competições full pads deste ano e parte deles são iniciantes que entraram para a equipe na última peneira (tryout), realizada no fim de janeiro. E, segundo o educador físico e capitão, Igor Mota, na primeira fase de treinos é dada a iniciação esportiva para a modalidade, na qual são mostrados todos os fundamentos, tanto noções de jogo quanto comportamental para se ter êxito.

“A iniciação esportiva serve para todos os jogadores, veteranos e novatos. Eles treinam juntos com o objetivo de ganhar preparo físico e adaptar se a nova rotina de atividade física. Quem chega com histórico esportivo leva menos tempo à adaptação neuromuscular, que é fazer o corpo entender e executar aquilo que a mente pede, e quem chega sem histórico ou sedentário levará um pouco mais de tempo, mas todos são beneficiados e aprontados para essa rotina”, diz Mota.

De acordo com o capitão, o futebol americano é um esporte diferente do que os brasileiros estão acostumados, pois tem propriedades distintas de outros, uma delas é o uso do centro de gravidade baixo. Em que o atleta fica numa posição de perna flexionada durante a partida e isso causa desconforto àqueles que não estão habituadas com a posição. Então a iniciação esportiva servirá para que passem a se sentir confortáveis com a nova cultura de movimentação.

“Pratico esporte desde criança, comecei com o futebol e depois com os esportes com mãos, como basquete, vôlei e handebol. Destaquei no vôlei e competi em regionais. Criei a vontade de participar do futebol americano quando passei a acompanhar a liga estadunidense pela televisão. Daí decidi sentir a emoção de jogá-lo. Me preparei por cerca de um ano para entrar no time e acredito que isso ajudará nos treinos”, conta Fábio Silva, 29 anos, consultor de gestão de projetos.

“Estou abrindo minha hamburgueria, onde faço tudo, desde planejar, administrar e cozinhar, e isso gera muito trabalho. Estava sem fazer nenhum esporte, estou com sobrepeso e precisava fazer algo por minha saúde. E como admiro o futebol americano e nele meu peso extra é visto como vantagem, optei por praticá-lo. Os treinos estão difíceis e puxados, mas vou insistir. Gostaria de um dia saber como é jogar com eles”, disse Henrique Sendeski, de 22 anos, empresário.

O Cuiabá Arsenal terá seis partidas na 1ª fase do Campeonato Brasileiro, onde enfrentará três equipes de Mato Grosso em partidas de ida e de volta. Terá o confronto de estreia contra o Sorriso Hornets, em final de junho, em Sorriso, em seguida pegará o Rondonópolis Hawks, em meio de julho, em Cuiabá, depois o Sinop Coyotes, em início de agosto, em Sinop, repete o Coyotes, em final de agosto, em Cuiabá, pega o Hawks, em setembro, em Rondonópolis, e fecha com Hornets, em outubro, em Cuiabá. Mais informações no Facebook do Arsenal.