MTI promove palestra sobre desenvolvimento de aplicativos para celulares

O evento Café Tech foi criado como parte da iniciativa de disseminar a cultura da inovação na empresa.

0

Os servidores da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) participaram, na manhã desta quarta-feira (13.02), do 1º Café Tech, evento criado como parte da iniciativa de disseminar a cultura da inovação na empresa. O evento promoveu uma palestra sobre a tecnologia Futtler usada para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis.

De acordo com o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, o Café Tech é o pontapé inicial nas práticas de inovação dentro da empresa, por meio da recém-criada Unidade de Gestão Estratégica de Inovação. “É uma das pequenas ações que visam a mudar a cultura da MTI. Inovação é sinônimo de viabilidade, que nós precisamos assegurar à empresa. Com a inovação, conseguiremos resultados mais rápidos e melhores”, disse.


A palestra “Flutter – Criando aplicações móveis de alto desempenho” foi proferida pelo analista de tecnologia da informação da MTI, Gabriel Araújo dos Santos, que abordou sobre o que é a tecnologia Flutter, como ela funciona e as principais dificuldades de sua operacionalização.

Lançada em dezembro do ano passado, a tecnologia Flutter está sendo amplamente adotada para o desenvolvimento de aplicativos, em razão de sua facilidade de uso e, principalmente, pela possibilidade de redução de custos, segundo Gabriel Araújo.  Isto porque, com a tecnologia, não há a necessidade de se criar códigos diferentes para atender aos dois sistemas operacionais de maior relevância hoje: o Android e o IOS.

  Show Safra: Debates sobre bovinocultura e manejo de soja abrem ciclo de palestras no primeiro dia

“A ideia dessa tecnologia é que, com um único código, seja gerada uma aplicação tanto para usuários de Android, quanto para IOS. Isso é um desejo muito comum e buscado [pelas empresas], pois reduz custo, tempo e complexidade. Se existe a necessidade de atender muitas pessoas e não há condições de manter duas equipes, com essa tecnologia você tem diversas reduções, com excelente resultado”, afirmou.

Gabriel Araújo explicou ainda que, apesar de ser utilizado o mesmo código para cada plataforma (iOS e Android), a tecnologia Fluttler garante a mesma qualidade e performance do aplicativo como se ele fosse uma aplicação nativa, ou seja, como se tivesse sido desenvolvido com base no código particular de cada sistema operacional de celular.

Além deste primeiro Café Tech, estão previstos novos encontros e os próprios servidores da MTI podem participar como palestrantes. Por essa razão foi criado um canal para que os servidores se inscrevam, de acordo com o gerente da Unidade de Gestão Estratégica de Inovação, Paulo Macedo.

“Criamos um canal para o servidor se inscrever para palestrar e compartilhar suas ideias. Temos servidores altamente qualificados e que têm conhecimentos relevantes para o bom funcionamento da empresa, que devem ser compartilhados”, afirmou o gerente.