Edição 2019 do Projeto Educando para Cuiabania terá concurso de desenho, e festival de dança e vídeo

0

A V Edição do Projeto Educando para Cuiabania tem novidades em 2019, uma delas é o Concurso de Desenho para a escolha do Mascote dos 300 anos da Capital. Até esta sexta-feira (15), os alunos matriculados na rede municipal de Educação poderão enviar seus desenhos à Secretaria de Educação. Uma comissão interna vai avaliar os trabalhos e o resultado será divulgado no dia 20 de março. O desenho vencedor será escolhido como símbolo dos 300 anos da capital.

Além do Concurso de Desenho, o Projeto Educando para Cuiabania terá Festival de Dança com Siriri e Rasqueado, para estudantes da Educação Infantil e do 1º Ciclo; Festival de Vídeos com o tema ‘As Belezas de Cuiabá’, para estudantes do 3º Ciclo; Culminância da Educação de Jovens e Adultos (EJA), do projeto ‘Os educandos da Educação de Jovens e Adultos como agentes (trans) formadores nos 300 anos da História de Cuiabá: pessoas, memórias, história e lugares’; o Teatro vai à escola para contar a história de personalidades históricas e artísticas, para estudantes da Educação Infantil, 1º 2º e 3º Ciclos;  e city tour pelo centro histórico da Capital para estudantes da Educação Infantil, 1º 2º e 3º Ciclos.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos explicou que o Projeto Educando para Cuiabania propõe ações que retratam a história e a cultura cuiabanas, ao mesmo tempo em que permite à comunidade escolar resgatar a sua cidadania. “O objetivo desse projeto é despertar a comunidade escolar da rede pública municipal de Ensino, para a história e a cultura locais, fazendo com que ela se sinta parte delas e, sensibilizar os estudantes para o exercício da cidadania, contribuindo de forma efetiva para o desenvolvimento de sentimentos de identidade e orgulho”, destacou Alex Vieira Passos.

Todas as ações previstas no projeto Educando para a Cuiabania têm como objetivo em comum, a pesquisa da história e da cultura cuiabanas, levando os alunos a reconhecerem as manifestações sócio-histórico-culturais, e adotarem uma postura de respeito à diversidade e à valorização da cultura regional.

Concurso 

Em relação ao concurso de desenho para escolha do mascote de Cuiabá no aniversário de 300 anos da capital, o desenho deve ser um trabalho inédito, produzido pelo estudante, a mão livre, com orientação do professor.

O material a ser usado para elaboração e pintura do desenho é de livre escolha do estudante e de seu professor, podendo ser em lápis grafite, lápis de cor, giz de cera, nanquim ou outro.

 

Os desenhos dos estudantes serão avaliados em relação à proposta, ou seja, o mascote deve simbolizar as comemorações do aniversário dos 300 anos de Cuiabá;  originalidade, o que significa que não tenha sido publicado em quaisquer mídias ou participado em concursos anteriores, e criatividade.