A solução para a calamidade financeira que Mato Grosso enfrenta, segundo o presidente do diretório estadual do MDB, Carlos Bezerra, está no combate aos sonegadores fiscais. O político entregou um projeto para o governador Mauro Mendes (DEM) e afirma que, caso seja posto em prática, o Estado conseguirá aumentar a arrecadação em R$ 6 bilhões ao ano.

 

Entreguei para ele na mão dele, a solução para o estado é essa. Quem criou o incentivo fiscal em MT fui eu. Foi a fase de maior industrialização do estado. Período de 1987 a 1990. Porque o incentivo foi usado corretamente, de lá para cá deturparam, prostituíram os incentivos fiscais”, explica Bezerra.

 

 

A maior parte dessa sonegação, segundo o parlamentar licenciado, é feita por pelos grandes produtores do agronegócio. “A maior parte está no agronegócio e não no pequeno, mas no grande produtor e nas tradings. Eles fabricam documentos. Eu vi uma entrevista do secretário de fazenda esses dias, como ele ia fazer para superar isso. Ele iria retornar as barreiras fiscais, guarda fiscal, que é da época de D. Pedro I”.

 

Ele também afirma que diferente do que os representantes do agronegócio divulgam, não se trata de taxar o agro, mas de evitar a evasão fiscal. “Não é taxar, é fazer pagar o que não paga. O pessoal do lado de lá, fala que é taxação. Um advogado que é gênio nessa área, vou trazê-lo aqui para dar palestra para os deputados da Assembleia Legislativa e para o governador. Fizeram farra com os incentivos, uma irresponsabilidade, e deixaram o Estado dessa forma”.

Caso a proposta seja aceita pelo governador, Carlos Bezerra afirma que ele “vai entrar para a história de Mato Grosso” e já está “com a matéria na mão. Passei para todos os deputados estaduais e acho que essa é grande solução para Mato Grosso”.