50 Famílias poderão ser beneficiadas com crédito fundiário em Lucas do Rio Verde

0

50 novas famílias poderão ser beneficiadas com Crédito Fundiário e receber um terreno para o desenvolvimento da agricultura familiar em Lucas do Rio Verde-MT. A informação foi passada na manhã dessa quinta-feira (21) pelo prefeito Luiz Binotti, durante coletiva à imprensa.

Na semana passada o prefeito, acompanhado dos vereadores Airton Callai e Marcos Paulista, juntamente com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores rurais, Claudemir Boff, participaram de uma reunião no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) em Brasília, onde o assunto foi amplamente discutido.


“Durante reunião ficou acertado a assinatura de um termo de cooperação junto com o Ministério, para que a Secretaria Municipal de Agricultura juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores rurais possam atuar na compra de uma área e fomentar a agricultura familiar”, salientou Binotti.

O termo de cooperação consiste em liberar o valor de até R$ 130 mil por CPF (Cadastro Pessoa Física) com prazo de pagamento em até 25 anos. Com a produção, os agricultores familiares poderão abastecer o mercado interno e também para o Estado, bem como fornecer alimentos para a agricultura familiar.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Claudemir Boff, a entidade já tem uma área, onde estão sendo feitos levantamentos de viabilidade para a implantação do novo projeto. O terreno está localizado nas proximidades da comunidade rural São Cristóvão, onde já recebe visita de técnicos da Secretária de Estado de Agricultura de Mato Grosso, onde sinalizou positivamente para a compra destinada ao projeto de assentamento da agricultura familiar.

  Jovem é encaminhado ao PAM com ferimentos após acidente

De acordo com Boff, é uma conquista para Lucas do Rio Verde a liberação de recursos do crédito fundiário, tendo em vista que o Estado de Mato Grosso perdeu vários benefícios devido ao grande numero de inadimplência por parte das famílias que foram beneficiadas no passado e quitaram as parcelas do programa.

“Já estamos ha dois anos fazendo reuniões juntamente com os órgãos competentes e as famílias que tem interesse para conseguir novamente os recursos. Então, agora no Estado são quarto projetos pilotos que tem que da certo, caso contrário o crédito fundiário em Mato Grosso vai parar. Então o compromisso do Sindicato é muito grande juntamente com as famílias. É com alegria que estamos vendo que o projeto vai despontar e vamos colocar mais 50 famílias para produzir alimentos para nossa comunidade”, finalizou Boff.


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui