Deputado indica construção de base da Força Aérea em Cáceres

Deputado afirma que base militar da FAB no município será fundamental para auxílio no combate aos ilícitos na fronteira Brasil x Bolívia

0

Em sessão plenária, o deputado Dr. Gimenez (PV) indicou ao Ministério da Defesa a necessidade de instalação de uma base militar da Força Aérea Brasileira (FAB) na cidade de Cáceres (220 Km de Cuiabá). Dr. Gimenez explicou que a implantação da base se faz necessária para a proteção da fronteira Brasil x Bolívia e apoio às forças de segurança que já atuam no local.

“Estamos falando de 750 quilômetros de fronteira seca e quase 300 de fronteira alagada, e é por ali que diariamente entram armas, drogas e contrabando para o Brasil. Essa base também é importante para combater os inúmeros casos de furtos e roubos de aeronaves, bem como o sequestro de pessoas na região”, disse.

O parlamentar destacou o envio de cópias da indicação ao deputado federal Dr. Leonardo (SD) e senadores Selma Arruda (PSL), Wellington Fagundes (PR) e Jayme Campos (DEM), que já sinalizou apoio ao projeto. “Conversei com o Jayme essa semana e ele já deu um positivo, colocando-se à disposição pra levar essa solicitação até o Governo Federal. Entrarei em contato com os demais nos próximos dias para somarmos forças nesse projeto”, enfatizou.

O deputado elencou em suas justificativas o fato da cidade de Cáceres possuir boa estrutura inicial para comportar uma base Aérea da FAB, o que geraria  economia na construção e manutenção da unidade militar, apontando também que a base vem para fechar uma brecha na segurança da região de fronteira com a Bolívia, que fica dividida entre duas bases militares, situadas em estados vizinhos.

“As bases da FAB mais próximas da fronteira Brasil x Bolívia em Mato Grosso são as de Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO) que, além de cuidar daqui, cuidam também das fronteiras com a Argentina, Paraguai, Peru e parte da Colômbia, o que gera instabilidade na segurança da nossa região. Cáceres tem uma ótima pista de avião, ociosa, com 1.850 metros de comprimento e 30 de largura, que pode receber aeronaves de médio e grande porte, além de já existir bases da Marinha e do Exército brasileiro. Ou seja, o município tem grande potencial para a implantação dessa base”, finalizou.