O Serviço de Atendimento Especializado (SAE) de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, divulgou dados sobre casos de HIV registrados em 2018 no município. O levantamento aponta que houve aumento de mais de 23% no casos de HIV no último ano.

De acordo com dados do SAE, em 2018, foram 48 novos diagnósticos de infecção pelo vírus HIV, enquanto em 2017 foram 39.


Continua depois da publicidade-pix


A coordenadora do SAE de Sorriso, a psicóloga Danielly Oneda, afirmou que o aumento deve servir como alerta. “Foram 329 casos de HIV em Sorriso e, entre eles, são 126 casos de Aids, o que significa que os pacientes têm buscado o tratamento mais tarde”, informou.

O exame para identificar a contaminação com o vírus HIV é oferecido gratuitamente na rede pública de saúde.

-Continua depois da publicidade ©-

Em 2017, Sorriso ficou entre os municípios com mais diagnósticos de HIV no estado, segundo dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT). Naquele ano, os municípios que mais registraram pacientes diagnosticados com o vírus foram: Cuiabá (265), Sinop (52), Tangará da Serra (35), Sorriso (30) e Primavera do Leste (21).

Há pouco mais de dois anos, o Ministério de Saúde mudou o termo Doença Sexualmente Transmissível (DST) para Infecção Sexualmente Transmissível (IST).

O objetivo, segundo Danielly Ondena, é tentar fazer com que os pacientes iniciassem de imediato o tratamento.

Além de prestar assistência para o paciente soro positivo, o SAE de Sorriso também atende outras demandas.

O SAE de Sorriso fica na Avenida Porto Alegre, no Centro da cidade, ao lado da UPA, e funciona de segunda-feira a sexta-feira das 7h as 11h e de 13h às 17h.





-Patrocinador-