Uma força-tarefa para agilizar o pronto atendimento de saúde em Rondonópolis e região sudeste se organiza para firmar um Termo de Cooperação Técnica entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e implantar o primeiro atendimento “aeromédico do Samu” em Mato Grosso.

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) articula, juntamente com o senador Welligton Fagundes (PR) e o deputado federal José Medeiros (Pode), para que um helicóptero da PRF seja disponibilizado ao Samu, a fim de realizar atendimentos de acidentados em rodovias e também no transporte de pacientes entre um hospital e outro, em caso de necessidade.

“Também já conversamos com os parlamentares federais do PSL, senadora Selma Arruda e deputado federal Nelson Barbudo, para nos apoiar neste projeto importante de trazer um helicóptero, no sentido de oferecermos um atendimento rápido para a saúde pública em Rondonópolis e vários municípios da região. Acreditamos que conseguiremos salvar muitas vidas”, afirma Delegado Claudinei.

O coordenador regional do Samu em Rondonópolis, médico Heusnan Lima Freitas, destaca que, atualmente, apenas dez estados brasileiros contam com o serviço de aeromédico pelo Samu. “A gente conta ainda com o empenho do vereador por Rondonópolis, Roni Cardoso, do deputado estadual Delegado Claudinei e da bancada federal da região com o deputado Zé Medeiros e o senador Wellington. O atendimento utilizando a aeronave será em rodovias de domingo a domingo, das 7h da manhã até as 17h, pois a noite não há visibilidade para os pilotos”, explica o coordenador.

Hoje, a regional do Samu de Rondonópolis atende 19 municípios da região. “Essa é uma ideia interessante para a nossa cidade, pois as distâncias são muito longas e o Samu atende de Alto Araguaia até a divisa com o Mato Grosso do Sul e nem sempre as viaturas respondem a contento por causa da distância das ocorrências. Vamos trabalhar com toda a bancada no sentido de fazermos um Termo de Cooperação Técnica. É uma ideia para salvar vidas”, diz Medeiros.

O próximo passo será uma reunião em Brasília (DF) com a direção executiva da PRF. Há previsão orçamentária para a compra de mais duas aeronaves para a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso. “No ano passado, fui relator da parte financeira do orçamento da PRF e autorizei 100% dos recursos. Agora vamos trabalhar e trazer uma das aeronaves para Rondonópolis”, finalizou Fagundes.