Mudanças de temperatura e o uso de ventiladores podem intensificar os quadros de asma no Verão. Fique atento aos sintomas e tratamentos que podem te ajudar.

Você sabia que as crises de asma no Verão são ainda mais comuns do que no resto das estações? Isso acontece porque, nessa época do ano, o uso de ventiladores e do ar condicionado é bastante frequente. Como resultado, há maior chance de que ácaros, poeira, bactérias e fungos se espalhem pelo ar. Esses fatores são gatilhos comuns para as crises dos pacientes.

Outro gatilho potencializado no verão são as mudanças de temperatura. Com as clássicas chuvas de Verão, o dia pode começar quente e abafado, e terminar mais frio e úmido. O resultado é uma forte reação dos pulmões asmáticos.

Foto: Euroclinix.net

Há ainda outros fatores que desencadeiam a doença, como pode ver na imagem:

O que é a asma?

A asma é uma doença inflamatória, que afeta as vias respiratórias do paciente. Quando o organismo deste indivíduo identifica agentes irritantes, como a poeira ou a fumaça, a musculatura ao redor dos seus brônquios se contraem.

Os brônquios conduzem o ar aos alvéolos pulmonares, e por isso são fundamentais para a respiração. Com a contração dos músculos, porém, a sua função fica prejudicada. Como consequência, o paciente sente falta de ar, tosse intensa, respiração ofegante e outras.

São diversos os tipos possíveis de gatilhos para uma crise de asma, e eles variam muito por paciente. Para alguns, alimentos (como o ovo ou amendoins), o exercício físico e medicamentos podem ser desencadeadoras de um quadro de asma. Assim como as já citadas mudanças de temperatura e substâncias alergênicas. Segundo dados da Iniciativa Global contra a Asma, por dia, três pessoas morrem em decorrência da doença no Brasil.

Tratamento da asma

Os modos de tratamento da asma podem variar de acordo com o fator desencadeador da crise e o paciente. Por isso, os indivíduos que possuem o problema devem procurar um médico o quanto antes. Apenas o especialista pode determinar a forma mais eficaz de controle da doença e da manutenção da qualidade de vida do indivíduo.

Em todo o caso, o tratamento costuma se basear em dois pilares. São eles: a prevenção contra os fatores desencadeadores, e medicamentos. No primeiro método, o indivíduo pode, por exemplo, ter que evitar alguns alimentos e o uso de sistemas de ar condicionado.

Já os medicamentos para asma podem ser para a interrupção de uma crise, ou ainda de uso contínuo. Esses últimos funcionam para minimizar a sensibilidade dos brônquios do usuário. Assim, os pulmões deste indivíduo reagem com menor violência aos gatilhos mais comuns às crises.

O verão exige cuidados especiais

Para evitar crises recorrentes de asma no verão as dicas são simples. Mantenha-se sempre hidratado, evite exposições ao sol nos horários de maior incidência solar e mantenha uma alimentação leve baseada em frutas e verduras, como pede a estação.

O uso de roupas mais leves e a prática de exercícios físicos conforme orientação médica também podem ajudar a aliviar os sintomas e evitar a fadiga do excesso de calor.

De qualquer forma, o uso do medicamento deve ser bem avaliado pelo especialista. Afinal de contas, para alguns indivíduos, os componentes do remédio podem ser alergênicos, provocando crises de asma.

Agora que você já sabe uma pouco mais sobre a asma no Verão, seus sintomas e tratamentos, converse com o seu médico. Os resultados do novo medicamento aprovado pela Anvisa podem ser bastante eficazes, e auxiliarem em seu quadro.

Fontes: Mais Equilíbrio, Governo de São Paulo