“Tira uma foto com a gente?”: professora chora com reconhecimento de alunos da rede pública aprovados na UFMT

0
Foto: Reprodução/ Facebook

A professora de português Franciellen Mendes foi surpreendida na tarde de terça-feira (5) por dois estudantes da rede pública que fizeram questão de agradece-la pessoalmente por terem alcançados notas altas na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e conquistado vaga na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O relato, emocionante, viralizou em poucas horas.

“Eles chegaram, um pouco tímidos e disseram: Professora, estávamos te procurando… Tira uma foto com a gente?”, contou. Mariele e Carlos, os alunos que a abordaram, são os primeiros das suas respectivas família a entrarem para uma Universidade Federal. Além da professora, outra funcionária da escola escutou o relato e também não segurou as lágrimas.


Continua depois da publicidade

A publicação internet teve mais de 3.600 compartilhamentos, com mais de 15 mil curtidas, em menos de 24h. A professora explica que os dois estudantes não foram alunos dela durante o período letivo de 2018, mas fizeram parte de um grupo de alunos que participaram da aula preparatória para o Enem.

Franciellen que é professora na Escola Estadual André Avelino, no Bairro Morada da Serra e do Colégio Master, ambos em Cuiabá, teve a iniciativa de promover o “aulão solidário” para ajudar os alunos da escola pública a se saírem bem no Enem. Ela contou com o apoio do colégio Master, que imprimiu cerca de 50 apostilas de português para que fossem entregues aos alunos na aula preparatória.

-Continua depois da publicidade ©-

A estudante Mariele Marques alcançou 920 pontos na redação e passou em 1º lugar para o curso de Química. “Quando vi o tema eu lembrei direitinho do que a senhora disse, que ia dar medo, que ia parecer que a gente não sabia nada, mas que a gente sabia sim. Que era pra respirar fundo e começar um rascunho e foi isso que eu fiz”, disse para Franciellen.

Já Carlos Silva alcançou 940 pontos na redação e passou em 2º lugar para psicologia. Ele relata que enquanto escrevia a redação lembrava o tempo inteiro da professora falando sobre as regras ortográficas. “A Universidade Federal é para mim também, eu lutei para passar. É para todos”, disse o aluno.

Franciellen parabenizou os estudantes pela aprovação no final da publicação e defendeu o acesso ao ensino superior. “É assim que mudamos o Brasil, cada um deles é o primeiro de sua família a ter a chance de frequentar a Universidade Federal… e seguimos, contribuindo um pouco e mudando a vida do outro. Universidade é para todos sim! Parabéns aos alunos e parabéns aos professores, vocês mudam o mundo!”, afirma a profissional de educação.





-Patrocinador-