Polícia Civil prende 7 por associação criminosa de roubos a residência

Um dos crimes praticados pela quadrilha ocorreu em uma residência, no dia 18 de outubro de 2018. Micael Oliveira Medeiros é apontado como autor intelectual do crime.

0

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá (DERF) desarticulou uma associação criminosa responsável por vários roubos à residência. Oito integrantes foram identificados e sete deles presos, na quarta-feira (06.02), por força de mandados de prisão expedidos pela Justiça.

Jhones Wéricrys da Rosa, 18, Alex de Oliveira Barbosa Martins, 23, Alexsandro Colette Ferreira de Souza, 18, Jucimar Antonio da Silva, 32, Micael Oliveira Medeiros, 19, Luana Custódio dos Santos, 22, e Poliana Custódio dos Santos, 19, estavam com os mandados de prisão decretados por roubo qualificado e associação criminosa. O oitavo integrante da associação criminosa está foragido.

-- --

Um dos crimes praticados pela quadrilha ocorreu em uma residência, no dia 18 de outubro de 2018. Três homens armados invadiram o local, agindo com grave ameaça e extrema violência, roubaram diversos objetos da casa, além do veículo Corolla da família. Ainda na ocasião, um dos criminosos desferiu uma coronhada na cabeça de uma das vítimas.

Inicialmente, as investigações identificaram dois autores, sendo Alexsandro e Jhone Wericys, após uma testemunha revelar que passava pela frente do imóvel no momento dos fatos e percebeu a movimentação de suspeitos do lado de fora da casa. No entanto, no decorrer das diligências, a Derf de Cuiabá identificou todos os envolvidos e a dinâmica do delito ficou esclarecida.


-Continua depois da publicidade ©-

De acordo com o delegado Eduardo Rizzotto de Carvalho, os três suspeitos que entraram na casa foram reconhecidos pessoalmente pelas vítimas. Além disso, dois deles confessaram que entraram na casa e detalharam a participação de cada um dos comparsas.

“O suspeito que está foragido foi responsável por levar os criminosos até o local do crime. Ele deu apoio a eles e se passava por motorista de aplicativo. Todavia, ele não faz corridas pelo aplicativo, apenas para os criminosos que o chamam pelo WhatsApp”, contou Eduardo Rizzoto.

O delegado também mencionou a atuação de Micael Oliveira Medeiros, que é apontado como autor intelectual do crime. Ele é considerado de alta periculosidade, sendo autor de vários homicídios, ainda quando menor. A apuração também aponta que ele ficou com sua convivente (Luana) do lado de fora da casa, durante o roubo, monitorando a aproximação da polícia.

“O outro integrante, Jucimar, foi acionado por  Micael durante a execução do roubo, pois os criminosos que estavam no local não conseguiram dirigir o veículo da vítima. Assim, Jucimar foi até a residência e saiu com o Corolla”, afirmou o delegado Eduardo Rizzoto.

Poliana é irmã de Luana e cunhada de Micael, sendo que a motocicleta utilizada por eles para garantir a execução do roubo pertence a ela. Além disso, vários objetos subtraídos do endereço roubado foram recuperados pela Derf Cuiabá na residência de Luana e Poliana.

Conforme a Polícia Civil, trata-se de uma associação criminosa, e que cada um tem papel específico na execução do crime. Eles são suspeitos de diversos outros crimes, os quais estão em apuração na unidade especializada.

Apenas Jhones Wéricrys e Poliana não possuem registros criminais; mas ela deu apoio na guarda dos objetos subtraídos e Jhones, que atingiu a maioridade recentemente, embora não tenha indiciamentos, tem envolvimento em outros crimes. Em outubro de 2018, ele foi detido em flagrante, junto a Alexsandro Colette, com arma e drogas.

Com os mandados de prisão em aberto, Micael Oliveira Medeiros, 19, Luana Custódio dos Santos, 22, e Poliana Custódio dos Santos, 19, foram presos na cidade de Primavera do Leste. O quarto envolvido, Jucimar Antonio da Silva, 32, foi preso no bairro Jardim Vitória em Cuiabá.

Os procurados, Alex de Oliveira Barbosa Martins, 23, Alexsandro Colette Ferreira de Souza, 18, tiveram as ordens judiciais cumpridas na Penitenciária Central do Estado (PCE) onde encontram-se recolhidos. Já Jhones Wéricrys da Rosa, 18, foi preso na manhã desta quinta-feira (07.02), no bairro Novo Paraíso, durante ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande, que investiga sua participação em roubos e furtos cometidos no município.

As diligências continuam com objetivo de localizar o oitavo integrante da quadrilha que está foragido.