Ciclo de formação sobre indicadores pedagógicos termina nesta quinta-feira

Avaliação periódica das redes requer planejamento, capacitação e acompanhamento permanentes

0

O processo de formação para mapear indicadores de aprendizagem das redes de ensino público do município de Lucas do Rio Verde, que teve início na manhã de terça-feira (05), no Conselho Municipal de Educação, prosseguirá até a tarde de hoje, no auditório da Câmara de Vereadores. Iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), o ciclo de atividades abrange gestores, coordenadores, formadores e assessores pedagógicos dos dois sistemas.

Além do mapeamento, baseado na análise dos resultados no Ideb de 2017 e do desempenho escolar durante o ano de 2018, a proficiência, indicador do nível de conhecimento dos alunos, faz parte dos temas trazidos para debate pelo professor Daltron Maurício Ricaldes, mestre em Matemática e assessor da Seduc, que acompanha a educação do município desde 2017. “A educação de Lucas do Rio Verde tem se destacado no Brasil e agora, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular e as propostas curriculares do estado e do município, é preciso retomar aquilo que já vínhamos fazendo para desenvolver um trabalho articulado que mantenha a qualidade e os indicadores acima das médias nacional e estadual”, ressalta.


Na opinião de Ricaldes, que desenvolve pesquisa sobre o assunto desde 2007, o trabalho de monitoramento precisa ser permanente porque as redes vêm sendo avaliadas de forma periódica e o diagnóstico apontará os campos com dificuldades e onde será possível melhorar com as condições existentes. “Se temos problemas no fluxo lá no indicador de rendimento, reprovação de crianças, abandono ou distorções, como alunos que já deveriam ter concluído o curso e ainda estão na rede, identificar o que pode ser feito para potencializar o trabalho e resolver essas questões.”

Como os estudantes dos anos iniciais e dos anos finais são submetidos à Prova Brasil de dois em dois anos, Ricaldes lembra que a progressividade anual de cada aluno exige que o cuidado seja constante em todos os níveis para que não haja descompasso na aprendizagem e que o Ideb, embora seja apenas um dos indicadores de qualidade, vem sendo usado como referência para fazer toda a discussão pedagógica.

  Audiência com governador deverá discutir implantação do campus avançado da Unemat em Lucas

O fato de Lucas do Rio Verde ter conquistado em 2017 a segunda posição no Ideb entre as escolas municipais do estado de Mato Grosso foi atribuído a uma cultura de preocupação com a aprendizagem que nada tem a ver com treinamento dos alunos para um bom desempenho nas provas. “O que se percebe é que a qualidade do ensino daqui vai além dessa proficiência e do Ideb, mas usamos esses indicadores para debater inúmeras questões da plataforma do censo escolar que envolvem gestão, aspectos sociais, infraestrutura e uma ampla gama de dados que nos permitem analisar e concluir que o município tem conseguido manter esses atributos desde 2007, quando pegaram os dados de 2005 para fazer comparação e Lucas já estava à frente da maioria dos municípios do país”, destaca.

Ciente da importância da formação e monitoramento do processo de ensino-aprendizagem em toda a rede, a secretária municipal de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, disse que a partir dessa análise do quadro geral, as unidades escolares farão suas próprias análises e, posteriormente, serão estabelecidas metas de aprendizagem para cada caso específico e também para a Secretaria. “Este é um ano de avaliação externa e temos o desafio de nos preparar e centralizar as ações tendo em vista a elevação do nível de conhecimento dos nossos alunos.”

O mapeamento dos indicadores e identificação dos pontos fragilizados permitirá organizar a estrutura de apoio pedagógico no contraturno para as crianças que necessitam desenvolver potencial de aprendizagem. “Na verdade, trata-se de planejamento coletivo, de envolver, motivar e desafiar cada comunidade escolar a superar os bons já índices existentes, continuar evoluindo a qualidade de educação e contribuir para melhorar a qualidade de vida e o índice de desenvolvimento humano do nosso município”, ressalta De Marco.


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui