Moradores de Angra dos Reis devem retornar para suas casas ainda hoje

0

Depois de sofrer com chuvas intensas desde a segunda-feira (4), o município de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro, deve deixar o estado de alarme – o mais grave na escala da Defesa Civil municipal – na tarde de hoje (6), segundo a expectativa da Defesa Civil. Se o índice de chuva diminuir nas próximas horas, os moradores dos 33 bairros com aviso de evacuação poderão retornar para suas casas.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Operação da Defesa Civil de Angra dos Reis, engenheiros estão em campo fazendo vistorias no solo para averiguar a possibilidade de retirada do estado de alarme. As autoridades também estão se baseando nas previsões da meteorologia, que não indicam pancadas de chuva para hoje.

Nessa manhã, o índice de chuva na cidade está em 117 milímetros por 24 horas. Para que os moradores de áreas de risco possam retornar, é preciso que esse nível seja inferior a 100 milímetros por 24 horas. No momento mais crítico de chuvas, o município marcou 265 milímetros por 24 horas.

Grupo do CenárioMT no WhatsApp 

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  ENTRAR NO GRUPO

Mesmo com o grande volume de água, não houve ocorrências graves nos últimos dias. A Defesa Civil apenas registrou queda de árvores e pequenos deslizamentos que não chegaram a atingir pessoas.

Mensagens

Todos os moradores da região serão informados por meio de mensagens (SMS) e aviso sonoro sobre a retirada do estado de alarme e a permissão para retomar aos seus lares. A Defesa Civil explicou ainda que mantém um sistema de mensagens que informa sobre a previsão de chuvas intensas à necessidade de evacuação.

O primeiro estágio do SMS é chamado de aviso, repassado quando há possibilidade de chuva. O segundo é o alerta, enviado quando começa a chover e a água atinge o nível de 35 milímetros por hora. O alerta serve para que os moradores fiquem em atenção caso precisem se retirar.

  Menina de seis anos foi morta em SP por conta de prato de comida, diz polícia

O último SMS é o alarme emitido quando o nível da água chega a 100 milímetros em 24 horas. Ele indica que é preciso sair de casa por precaução. Nesse último estágio também são emitidos sinais sonoros para evacuação do local. O departamento explicou que esse índice não costuma ser o bastante para causar acidentes, mas deve ser respeitado para que os moradores tenham tempo hábil de retirada.

Mangaratiba

O município de Mangaratiba, também na Costa Verde, está em estado de emergência desde a tarde de segunda-feira (4). As fortes chuvas chegaram a destruir parte do asfalto da Rodovia RJ-014, na localidade de Axixá e impediram a passagem de veículos em um sentido.

Com risco de deslizamentos, as sirenes de alerta foram acionadas 204 vezes para avisar aos moradores para se abrigarem nos pontos de apoio distribuídos em diversos bairros. As aulas da rede municipal também estão suspensas até segunda-feira (11), já que muitas escolas estão sendo usadas como abrigo.

A prefeitura de Mangaratiba divulgou uma nota hoje (6) informando sobre o cancelamento de um evento marítimo previsto para o dia 23 deste mês em razão das chuvas. “Devido os últimos acontecimentos não seria possível a realização do evento, já que para o Poder Executivo o momento é de reestruturação”, diz o comunicado.

* Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

Edição: Fernando Fraga