Professores aprovam paralisação de 24 horas e podem entrar em greve a qualquer momento

0
Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) decidiu  entrar em estado de greve em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (4), no ginásio da Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá. A categoria optou por parar as atividades por 24 horas no dia 12 de fevereiro, podendo deflagrar greve geral a qualquer momento. Cerca de 400 mil alunos da rede estadual poderão ficar sem aula.

De acordo com o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, o sindicato está em ‘Assembleia Permanente’, podendo ser convocada uma nova reunião em até 72 horas para dar início à greve. O debate realizado pelo Conselho de Representantes nos dias 2 e 3 de fevereiro foi importante para entender as necessidades da categoria e dar andamento na assembleia.


Continua depois da publicidade

O Conselho foi realizado com os professores Marcos Caron e Edna Sampaio, além do dirigente do Sintep/MT, professor Henrique Lopes. Juntos eles traçaram um olhar sobre a economia e a politica nacional e estadual destacando as influencias das decisões implementadas internacionalmente e os impactos nos municípios, no cotidiano da escola e das comunidades.





-Patrocinador-