Diretoria da PJC destaca importância da economicidade e eficiência na gestão

Em visita à instituição, deputado estadual e também delegado Claudinei Souza Lopes conheceu projetos realizado por meio de parcerias, entre eles, o inquérito policial eletrônico.

0

Durante visita do deputado estadual e delegado Claudinei Souza Lopes (PSL) à sede da Polícia Judiciária Civil, em Cuiabá, representantes da Diretoria Geral destacaram a importância de ações em andamento pela instituição e que visam a economicidade e a eficiência dos serviços prestados à população.

Claudinei Souza Lopes é delegado da PJC há cerca de 16 anos e assumiu nesta semana ao cargo eletivo na 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Na condição de parlamentar, disse estar comprometido a dar apoio à polícia civil e ainda acompanhar os projetos em execução.


“Quero me colocar à disposição para auxiliar no que for possível, tendo em vista a melhoria dos serviços prestados à população do Estado e também de modo a promover o fortalecimento das forças de segurança”.

O delegado geral, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, citou vários projetos em andamento, entre eles, o inquérito policial eletrônico, que está com emenda garantida do ex-deputado estadual, Wancley Carvalho, na ordem de R$ 2,4 milhões; as obras de construção da nova Central de Flagrantes de Cuiabá, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher da capital e da sede da Polícia Judiciária Civil.

  Leilão: Interessados podem verificar condições de veículos a partir de segunda-feira (25)

“Buscamos a eficiência na gestão, por isso estamos estimulando os delegados titulares a buscarem parcerias locais para melhorar a qualidade das unidades policiais, propiciando melhor ambiente de trabalho e atendimento humanizado ao cidadão. Nos últimos dois anos, temos feito ‘mais com menos’, e com isso encontrando caminhos alternativos para avançar”.

Ele explicou também que a economicidade vem sendo obtida por meio de revisão de contratos de locação de prédios, para reduzir o impacto financeiro dos aluguéis, ou na busca de recursos para aquisições e obras, como foi o caso dos R$ 2 milhões em emendas parlamentares que possibilitaram a reforma de delegacias, compra de armamento, equipamentos de informática, uniformes  e mobiliário. Também houve doações, convênios e parcerias com outras instituições (Ministério Público e Poder Judiciário) e prefeituras.

Participaram da reunião, que ocorreu nesta terça-feira (05), o diretor Metropolitano, Douglas Turíbio Schutze, os diretores Juliano Carvalho (Inteligência), Walfrido Nascimento (Interior), Jesset Arilson Munhoz de Lima (Corregedoria), Fernando Vasco (Atividades Especiais), Welber Batista (Academia), entre outros delegados da diretoria da PJC.