Vereadores de Lucas do Rio Verde devem se reunir na noite de hoje para eleger novo presidente

0

Será que agora Vai?

Pela terceira vez, os vereadores de Lucas do Rio Verde-MT devem se reunir em sessão, na Câmara Municipal, para escolher um novo presidente para o Poder Legislativo. Nas duas últimas eleições que foram canceladas, o vereador Dirceu Cosma (PV) tinha sido eleito presidente.


-Continua depois da publicidade ©-

A sessão está marcada para iniciar as 19h00 de hoje (04) e será presidida pelo vereador mais votado nas últimas eleições. Após abertura dos trabalhos, será dado prazo de 30 minutos para apresentação das chapas concorrentes.
Informações nos bastidores, dão conta de que até o momento, somente uma chapa está inscrita para concorrer à eleição à Mesa Diretora biênio 2019/2020. Aliás, a mesma formação que concorreu a outras duas eleições e que acabaram sendo anuladas por determinação judicial: Dirceu Cosma, presidente, Fernando Pael, vice-presidente, Wagner Godoy, primeiro secretário, e Márcia Pelicioli, segunda secretária.

Em dezembro, os vereadores se reuniram para eleição da Mesa Diretora. Na ocasião foram apresentadas duas chapas que disputaram o páreo. O processo foi anulado após decisão do Juiz Gleidson Barbosa, da 2ª Vara da Comarca, que acatou mandado de segurança, impetrado pelo vereador Airton Callai (PRB). O vereador alegou que o regimento interno da Casa de Leis, foi desrespeitado, pois havia o nome do vereador Fernando Pael nas duas chapas, o que é proibido, e mesmo assim o vereador Mano, que na época era presidente não respeitou o regimento e deu prosseguimento na eleição.


Já no dia 17 de janeiro foi realizada nova sessão, no intuito de eleger a Mesa Diretora. Na sessão compareceram apenas cinco, dos nove. Porém, novamente o regimento interno da Casa foi ignorado por Mano, e novamente a justiça determinou que  a Câmara terá que obedecer o regimento e realizar dentro da lei uma nova eleição.


--Continua depois da publicidade ©--

Na ocasião Manose proclamando presidente interino, convocou sessão extraordinária em menos de 2 horas e realizou a eleição às pressas.

Dando um basta a tanta desobediência da lei, a Justiça determinou na sexta-feira (25), que seja feita nova eleição na Câmara de Lucas do Rio Verde.

 

Será que agora a Câmara terá realmente um presidente eleito dentro da legalidade?



--PATROCINADO--