Bolsonaro deve se reunir com ministros em São Paulo na próxima semana

0

O presidente Jair Bolsonaro deve receber alguns ministros no hospital em que está internado em São Paulo a partir da próxima semana, se houver liberação médica, informou hoje (2) a assessoria de imprensa da Presidência da República.

O ministro de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, e o vice-presidente Hamilton Mourão devem ir ao Hospital Albert Einstein, na capital paulista, onde Bolsonaro fez uma cirurgia para reconstrução do trânsito intestinal.


O fim de semana, entretanto, foi reservado para descanso e Bolsonaro não vai despachar. A assessoria da Presidência informou que os médicos advertiram Bolsonaro por ter se esforçado na fala durante a videoconferência de ontem (1º) com o general Augusto Heleno.

A orientação médica é que Bolsonaro evite falar para prevenir a entrada de gases para a cavidade abdominal. A equipe médica também pediu para que o presidente, que é palmeirense, evite emoções e não assista ao jogo de hoje entre Palmeiras e Corinthians, pelo Campeonato Paulista.

Ontem (1º), ele assistiu a grande parte da sessão de eleição da presidência do Senado que acabou sendo suspensa durante a noite e será retomada na manhã de hoje.

  Professor é demitido de colégio após aula com crítica a Bolsonaro

Por rede social, Bolsonaro enviou mensagem parabenizando a reeleição de Rodrigo Maia para a presidência da Câmara dos Deputados, mas não ligou para o parlamentar.

Bons índices clínicos

Na manhã de hoje (2), o presidente passou por avaliação médica, que verificou bons índices clínicos. Bolsonaro tem feito fisioterapia respiratória e motora, além de caminhadas. A alimentação continua intravenosa. Um boletim médico está previsto para as 17h.

Segundo a assessoria da Presidência, a mensagem que será lida ao Congresso Federal na sessão de abertura oficial na próxima segunda-feira (4) está finalizada e tratará de assuntos como reforma da Previdência e segurança das barragens.

Edição: Lílian Beraldo