Recém-casada, sargento do Exército de MT vai passar 3 meses em Roraima para operação de acolhida a imigrantes

0
Foto: Arquivo pessoal

Uma técnica de enfermagem da 13° Brigada de Infantaria Motorizada, em Cuiabá, vai passar três meses em Roraima para trabalhar como voluntária em uma operação de acolhida aos imigrantes. A sargento Paulianna Viana Evangelista, de 32 anos, se casou há três meses com um militar da mesma equipe que ela serve, mas ele deve continuar na capital.

A militar, que é 3° sargento, será a única mulher de Cuiabá a ser voluntária na operação. Ela deve embarcar na sexta-feira (25).

“É uma satisfação participar dessa missão como voluntária. Poder levar atendimento de saúde aos imigrantes é uma experiência de vida”, pontuou.

Paulianna serve o Exército há mais de três anos e essa é a primeira vez que ela vai realizar uma missão de grande porte fora do estado.

“Já participei de outras no interior do estado e em Campo Grande, mas, pela primeira vez, embarco em uma missão de tamanha importância como essa”, contou.

Grupo do CenárioMT no WhatsApp 

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  ENTRAR NO GRUPO

A enfermeira irá à missão para compor a equipe de vacinação. Segundo ela, os imigrantes que chegarem no estado devem passar por identificação, avaliação médica e vacinação.

  Motorista sofre sequestro relâmpago e fica duas horas sob mira de bandidos

“Depois disso, a equipe oferece as refeições diárias e, em seguida, eles são levados aos abrigos. Será um trabalho, literalmente, de acolhimento”, ressaltou.

| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui