Voo irregular de drone paralisa aeroporto de Congonhas por 20 minutos

Drones não podem sobrevoar áreas de aeroporto em um raio de 9 quilômetros, diz a FAB

0

O voo irregular de um drone nas proximidades de Congonhas paralisou ontem (8) o aeroporto, na capital paulista, por 20 minutos. De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), o sistema de controle de tráfego aéreo de São Paulo foi notificado do avistamento de um drone no início da tarde, e suspendeu aproximações para pouso por 20 minutos entre 13h10 e às 13h30.

-- --

Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), 16 voos, entre decolagens e pousos, sofreram atrasos superiores a 30 minutos no período.

Esta não foi a primeira vez que a operação de Congonhas foi paralisada por causa de drones. Em novembro de 2017, um drone sobrevoou a linha de cabeceira de pouso do aeroporto entre as 20h16 e as 22h25, e fez com que 34 voos fossem desviados.


-Continua depois da publicidade ©-

De acordo com a FAB, drones não podem sobrevoar áreas de aeroporto em um raio de 9 quilômetros, incluindo as zonas de aproximação e de decolagem. Aqueles que descumprem a legislação estão sujeitos a penalidades previstas no Código Penal Brasileiro.

Edição: Nádia Franco