MT deve produzir 31 milhões de toneladas de soja na safra 2019, segundo IBGE

Para algodão, a estimativa é que o estado colha 3,6 milhões de toneladas do produto.

0

De acordo com o terceiro levantamento da safra 2019, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Mato Grosso deve produzir 31,8 milhões de toneladas de soja. Um crescimento de 0,6% em relação a 2018.

Com aumento de 1,9% na área a ser plantada, o estado responde por 26,8% do total a ser produzido pelo país.

Algodão


Com relação à safra de algodão, Mato Grosso estimou uma produção de 3,6 milhões de toneladas, acréscimo de 13,7% em relação à safra 2018.

Esse número corresponde a 68,9% da produção nacional.

Disponibilidade de área, investimento em tecnologia de cultivo e clima mais favorável, transformaram o estado no principal estado cotonicultor do país.

Números nacionais

Ainda segundo o IBGE a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas no país foi estimada em 233,4 milhões de toneladas, 3,1% acima da safra de 2018, o que representa 7,0 milhões de toneladas a mais.

O crescimento deve-se, principalmente, às maiores estimativas de produções do milho (6,9 milhões de toneladas), caroço de algodão (199,7 mil de toneladas) e soja (945,6 mil de toneladas).

  Mapa aponta áreas onde moradores devem se refugiar em Barão dos Cocais

Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 26,9% em todas a produção. O segundo lugar fica com Paraná, com 15,5%, e Rio Grande do Sul, 14,6%.

Somados, os três estados representaram 57,0% do total da produção nacional.

Estimativa Conab

Com relação à produção nacional de soja, segunda a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima que o Brasil deve produzir 118,8 milhões de toneladas de soja na safra 2018/19.

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira, o número representa um corte com relação à previsão anterior de 120,06 milhões.

A redução, segundo a Conab, deve-se à irregularidade nas chuvas e altas temperaturas afetarem as lavouras de alguns estados.

Este é o quarto levantamento da safra, realizado pela Conab. Com a revisão, o órgão deixou de apostar em uma produção recorde.

Apesar de um plantio histórico de quase 36 milhões de hectares, o novo volume fica abaixo das 119,3 milhões de toneladas colhidas na safra passada.






| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui