Ministério do Turismo custeou 80% do valor investido no Réveillon da Orla

0

A porcentagem restante foi custeada pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT) e por empresas privadas que patrocinaram a festa

Com repasse de mais de R$ 500 mil, o Ministério do Turismo (MTur) possibilitou a contratação de quatro shows nacionais e garantiu a realização do Réveillon da Orla do Porto pela Prefeitura de Cuiabá. Paralamas do Sucesso, Michel Teló, Gino e Geno e Sambô embalaram as noites das cerca de 70 mil pessoas que passaram por ali entre os dias 29 de dezembro e 01 de janeiro de 2019.

Os recursos foram repassados à Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo e correspondem a 80% do valor total investido no evento. A porcentagem restante foi custeada pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), por meio de emenda impositiva e por empresas privadas que patrocinaram a festa.

É o que explica o titular da Pasta, Francisco Vuolo. “À Prefeitura coube garantir a organização e infraestrutura do réveillon, o que representa um gasto irrisório diante do que foi proporcionado pelo Ministério. É importante destacar que o pagamento é feito por nós, mas com o repasse de verba feito pelo órgão. Portanto, nenhum centavo foi retirado dos cofres da gestão para pagar os artistas.”

Os cantores e bandas contemplados estão regularmente cadastrados junto ao MTur, que avalia os preços cobrados por apresentação e os submete a um processo de inexigibilidade, viabilizando a contratação. No caso dos que se apresentaram na Capital, os valores pagos foram de R$ 200 mil para Michel Teló; R$ 160 mil para Paralamas do Sucesso; R$ 130 mil para Gino e Geno; e R$ 95 mil para Sambô.