Senasp avalia perfil da Balística Forense de MT em levantamento nacional

Senasp avalia perfil da Balística Forense de MT em levantamento nacional

0

Uma pesquisa realizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) com as instituições de perícias oficiais criminais traçou um relatório diagnóstico sobre o perfil da Balística Forense no país nos anos de 2016 e 2017.

A pesquisa revelou que Mato Grosso é o terceiro estado com o maior efetivo de peritos criminais realizando exames do gênero, atrás dos estados de São Paulo e Minas Gerais. A maior parte dos peritos que realizam exames de balística forense estão lotados no interior.


A Gerência de Perícias de Balística, na capital, concentra os exames de microcomparação balística de materiais provenientes de todo o Estado de Mato Grosso, além de exames de eficiência, metalográfico (recuperação das numerações de série destruídas), de comparação balística e de real funcionamento de armas de fogo (segurança). Já as regionais do interior realizam os exames balísticos, exceto o de confronto balístico. Durante o período, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) produziu 8.655 laudos de balística, na capital e no interior do Estado.

O levantamento observou o efetivo de peritos que realizam exames de microcomparação balística, um dos exames mais complexos e importantes da área, pois possibilita relacionar elementos de munição (estojos e projeteis), à determinada arma de fogo, fornecendo a prova pericial crucial para a elucidação da autoria de um crime. Em Mato Grosso, cinco peritos realizam este tipo de exame, exclusivamente na capital.

  Assaltante morre baleado ao furtar pescado de propriedade rural em MT

Entre 2016 e 2017, a Politec periciou 7.306 armas de  fogo e realizou 532 exames de microcomparação balística e periciou 11.947 estojos e projéteis. O levantamento avaliou ainda a necessidade de aquisição de Sistemas Automatizados de Análise Balística e  a necessidade de aquisição de microcomparadores balísticos e de tanques para coleta de projeteis, ambos com alta prioridade.

Sistema Nacional de Análise Balística

O principal objetivo da pesquisa é a realização de um diagnóstico referente ao efetivo de Peritos Criminais, exames realizados e equipamentos utilizados, fornecendo informações relevantes para subsidiar o Projeto Estratégico do Ministério da Segurança Pública, denominado Sistema Nacional de Análise Balística-SINAB.

O projeto SINAB visa prover as unidades de Perícia Criminal dos Estados, do Distrito Federal e da União com equipamentos e sistemas específicos para Balística Forense. Dessa forma será possível realizar a digitalização, a inserção em banco de dados e o confronto automatizado dos elementos de munição (projéteis e estojos), provenientes de locais de crimes, vítimas de homicídios e armas apreendidas. Os bancos de dados das Unidades da Federação e da Polícia Federal formarão uma rede integrada, permitindo o compartilhamento e comparação de dados em nível nacional.






| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui