Belivaldo Chagas toma posse em Sergipe e promete equilibrar contas

0

O governador de Sergippe Belivaldo Chagas e a vice-governadora Eliane Aquino foram empossados na tarde desta terça-feira (1º) na Assembleia Legislativa de Sergipe. Eleito com 679.051 votos, Chagas destacou o desafio de equilibrar as contas públicas e fomentar a economia no estado. Ele informou que a previsão de déficit nas contas do estado para 2019 é de R$ 500 milhões.

“Isso significa que teremos que sair em busca de recursos extraordinários para as despesas, tendo a mesma urgência de assegurar investimentos para amenizar a elevada taxa de desemprego, mas isso também depende de muitas ações complexas havendo sintonia entre os Poderes e havendo compreensão da sociedade, além de participação ativa e republicana”, afirmou.

No discurso, o governador comprometeu-se com ações de transparência das contas públicas. “A população não tolera mais a caixa-preta dos gastos públicos desordenados. A transparência não será apenas uma palavra, será exigência ética, a ser devotamente cumprida, por mim, em primeiro lugar, e por todos os que integram o meu governo.”

Grupo do CenárioMT no WhatsApp 

Receba as principais notícias do dia direto no seu celular.

  ENTRAR NO GRUPO

Chagas disse ainda que promoverá ações na área de segurança, saúde e educação, além de elaborar um calendário “fixo e seguro para o pagamento dos servidores públicos”. O governador destacou que buscará recursos por meio de parcerias com a iniciativa privada. “Ampliar os investimentos, estimular a criatividade e localizar recursos, encontrar investidores dispostos a descobrir Sergipe e aqui investir em parcerias público-privadas, no turismo, agricultura, serviços.”

  MPF trabalhará para demarcação de terras indígenas

O novo governador disse também que manterá uma relação “saudável e republicana com o governo central” de Jair Bolsonaro e cobrou uma definição sobre a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados [Fafen] de Sergipe, subsidiária da Petrobras. “As grandes decisões das quais o estado depende transitam pelo governo federal, a começar pela definição pela Fafen. Esperamos afastar de uma vez por todas, com a privatização ou sem ela, os temores que existem em relação à permanência em atividade daquela indústria importantíssima para Sergipe e estratégica para o Brasil.”

Após a solenidade na Assembleia Legislativa, o governador passou em revista a tropa na Praça Fausto Cardoso e seguiu para a Paróquia Santuário Nossa Senhora Aparecida para assistir à missa.

Belivaldo Chagas, que concorreu à reeleição pelo PSD, venceu a disputa no segundo turno, alcançando 64,72% (679.051 dos votos válidos). A vice-governadora é Eliane Aquino, do PT, viúva do governador Marcelo Déda e vice-prefeita de Aracaju.

Chagas é advogado e assumiu o governo de Sergipe em abril do ano passado, quando Jackson Barreto renunciou ao cargo para concorrer a uma cadeira no Senado. Na condição de vice-governador, assumiu a Casa Civil de Sergipe.

Edição: Nádia Franco