Motociclista sem CNH fura dois bloqueios da PM e bate em Hillux

0

Um motociclista  de 21 anos deverá passar por audiência de custódia após deixar o Pronto Socorro de Cuiabá, onde foi parar depois de furar dois bloqueios policiais e bater de frente com uma caminhonete Toyota Hillux prata, na noite de sábado (29), na região do CPA, em Cuiabá.

 

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

O caso começou por volta das 23h20, quando o jovem pilotava uma motocicleta Honda CG vermelha de placa QCS 9957, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), próximo ao viaduto da Sefaz, quando começou a fazer manobras perigosas, como empinar.

Ao identificar o crime, a guarnição da Polícia Militar montou um bloqueio em frente à loja da Havan, onde o motociclista desobedeceu à ordem de parada e, além disso, partiu na direção do policial que, para não ser atropelado, teve que sair de forma brusca da pista.


-Continua depois da publicidade ©-

 

Diante da situação, foram efetuados disparos pelo militar, o que não foi suficiente para impedir que o suspeito continuasse sua fuga.

Em seguida, a viatura passou a seguir a motocicleta, emitindo sinais de sirene e giroflex para que o condutor parasse, o que não ocorreu. Ele seguiu em direção ao bairro Morada da Serra, na região do CPA.

 

Outro cerco policial foi montado na Avenida Brasil, no bairro CPA 2, próximo ao campo de futebol, para tentar conter o infrator. Novamente desobedeceu às ordens de parada e, mais uma vez, partiu na direção de outro policial militar, que também precisou correr para não ser atingido pelo veículo.

Novos disparos foram realizados para tentar parar o condutor da moto. Cerca de 30 metros após o bloqueio, ele perdeu o controle da direção e bateu de frente com uma caminhonete Toyota Hillux prata. Ele sofreu várias escoriações. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou o motociclista para o Pronto Socorro de Cuiabá.

 

Ainda no local, os policiais verificaram que ele não possui carteira nacional de habilitação (CNH). No local do acidente, o primo dele compareceu para as providências cabíveis. A moto usada no crime de trânsito foi apreendida.

Equipes da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran) e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local para dar início às investigações.

 

Até o momento da confecção do boletim de ocorrência, ainda não havia recebido alta hospitalar. A suspeita é de que ele tenha sofrido fratura. Após liberado, ele ainda deve passar por audiência de custódia.

No carro atingido pela moto, estava um policial militar, que conduzia o veículo, além de uma idosa e uma criança. Por conta do susto, a idosa começou a passar mal e a família não chegou a ir até a delegacia registrar o caso.

 

O caso foi registrado como resistência, desobediência e direção perigosa de veículo em via pública.