​“O eleito só é vitorioso se no final do exercício do mandato ter implementado suas ideias”, afirma presidente do TRE

Cerca de 800 pessoas, entre autoridades públicas, servidores, cidadãos e trabalhadores da imprensa compareceram ao evento realizado no SENAI.

0

 

;
;
;
;
;
;
;
;
;
;
;

Os eleitos devem colocar em prática as propostas persuasivas que apresentaram para obter o voto do cidadão eleitor. Tão somente serão vitoriosos se ao cabo do exercício do mandato conseguirem implementar suas ideias”. Esta afirmação foi feita pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal, nesta segunda-feira (17/12), durante a Cerimônia de Diplomação dos Eleitos 2018.


-Continua depois da publicidade ©-

Cerca de 800 pessoas, entre autoridades públicas, servidores, cidadãos e trabalhadores da imprensa compareceram ao evento realizado no SENAI. Na ocasião, foram diplomados os eleitos para os cargos de governador, vice-governador, dois senadores, 07 deputados federais e 23 deputados estaduais. Por motivos supervenientes, não puderam comparecer a solenidade: um deputado estadual e um deputado federal (veja listagem abaixo).

Em seu discurso, Márcio Vidal lembrou aos presentes que o exercício da cidadania vai muito além do voto, e que para alcançar uma sociedade justa é fundamental que todo cidadão se interesse pela política. “Cabe aqui recordar que o exercício da cidadania não se esgota no ato de escolha dos representantes políticos. Esse exercício vai muito além. Os cidadãos conscientes e comprometidos com o próximo deverão acompanhar regularmente o exercício dos mandatos, controlando atentamente a atuação dos seus representantes e cobrando o cumprimento dos projetos e promessas de campanha. É dever de todos participar do exercício dos direitos políticos. Estamos sempre ocupados com coisas mais urgentes a fazer, como trabalhar, tarefas domésticas, sociais etc. Com isso, a atividade da cidadania e o interesse político vão ficando para um segundo plano. Infelizmente, a história não poupa ninguém. Tudo poderá ser decidido em sua ausência, porque você está ocupado demais, mas, não estarão eximidos das consequências”.

Em seu discurso, o presidente do TRE não se dirigiu somente ao cidadão/eleitor, mas também aos eleitos, conclamando que reflitam sobre suas responsabilidades enquanto gestores públicos. “É necessário repensar na estrutura da vida em sociedade e efetivamente assumir as responsabilidades. É o momento de promover uma ampla corrente solidária em prol da colaboração cidadã, sobretudo, nas verdades e valores universais, nos direitos à vida, à educação, à saúde, à segurança, ao bem-estar social, à proteção ao meio ambiente, ao mundo do trabalho, ao desenvolvimento socioeconômico sustentável. Essa Pátria é dos antepassados, das novas e das futuras gerações, as quais é necessário legar um país descente, digno para todos. É imprescindível que todos nós tenhamos atitudes concretas pare reerguer este Estado”.

Relação dos eleitos diplomados:

Governador: Mauro Mendes Ferreira

Vice-governador: Otaviano Olavo Pivetta

Senadores: Selma Rosane Santos Arruda e Jayme Verissimo de Campos.

Deputados Federais: Nelson Ned Previdente, José Antônio dos Santos Medeiros, Neri Geller, Carlos Gomes Bezerra, Leonardo Ribeiro Albuquerque, Rosneide Sandes de Almeida, Juarez Alves da Costa. O eleito Emanuel Pinheiro da Silva Primo não pode comparecer ao evento.

Deputados Estaduais: Janaina Greyce Riva, Ondanir Bortolini, Max Joel Russi, José Eduardo Botelho, Claudinei de Souza Lopes, Guilherme Antônio Maluf, Dilmar Dal Bosco, Sebastião Machado Rezende, Ederson Dal Molin, Ludio Frank, Mendes Cabral, Valdir Mendes Barranco, Elizeu Francisco do Nascimento, Valmir Luiz Moretto, Faissal Jorge Calil Filho, João José de Matos, Thiago Alexandre Rodrigues da Silva, Ulyssses Lacerda Moraes, Allan Kardec Pinto Acosta Benitez, José Eugênio de Paiva, Silvio Antônio Favero, Luis Amilton Gimenez, Paulo Roberto Araújo e João Batista Pereira de Souza. O eleito Wilson Pereira dos Santos não pode compareceu a cerimônia de diplomação.