Polícia Federal cumpre mandados contra suspeitos de crimes previdenciários em Mato Grosso

0
(Arquivo/Agência Brasil)

A Polícia Federal cumpre, nesta quinta-feira (13), oito mandados de busca e apreensão com o objetivo de combater crimes previdenciários em Mato Grosso. A ação, batizada de ‘Opus Ficta’, é feita em conjunto com a Força Tarefa Previdenciária. Os prejuízos aos cofres públicos poderiam atingir a cifra de R$ 13 milhões.

No total, são cumpridos oito mandados de busca e apreensão em Cuiabá e Várzea Grande. As ordens foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Mato Grosso. Cinco servidores da Coordenação Geral da Inteligência Previdenciária e 30 agentes da PF estão nas ruas.


A investigação teve início no ano de 2017, após informações fornecidas pela Coordenação de Inteligência Previdenciária, dando conta da inserção de vínculos empregatícios falsos no sistema do INSS, o que possibilitou a concessão e manutenção de dezenas de benefícios previdenciários fraudulentos (aposentadoria por idade e/ou tempo de contribuição).

Os prejuízos causados aos cofres públicos remontam ao valor de R$ 3 milhões, mas poderiam atingir os R$ 13 milhões, caso não fosse descoberto.

  Dois jovens são presos após serem flagrados traficando drogas em Lucas do Rio Verde

Opus Ficta

A origem do nome da operação vem do latim e significa ‘trabalho fictício’.


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui