Sorriso: vigilância epidemiológica deve apurar morte de jovem por suposta meningite bacteriana

Serão analisas outras hipóteses de doenças neurológicas

0
Foto: Facebook/Reprodução

A morte de Aline Silva Ribeiro, de 29 anos, que trabalhava como assistente de recursos humanos em um escritório de contabilidade, ainda será apurada pela Vigilância Epidemiológica de Sorriso.

O falecimento da jovem foi divulgado como suspeita de meningite bacteriana. Porém, segundo o diretor-técnico do Hospital Regional de Sorriso (HRS), Rodrigo Pereira Bezerra, outras hipóteses de doenças neurológicas também serão investigadas.

Isso porque somente o quadro clínico foi o que levantou a suspeita de meningite bacteriana devido ao quadro de abcesso dentário tratado no decorrer da semana, antes da jovem ser internado.

Como não houve tempo hábil para a realização de exames, porém, o HRS não confirma que a morte foi causada por meningite.  Conforme o médico Rodrigo Bezerra, a paciente estava tratando de uma infecção no dente, um tratamento de canal, e já estava fazendo uso de antibióticos.

Ela morreu no HRS após uma hora de internação. Primeiramente, ela foi à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com quadro de hipotensão, confusão mental e agitação, e posteriormente foi levada para o Hospital Regional, onde sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu por volta das 12h45min.

A meningite bacteriana é a infecção que provoca a inflamação do tecido que envolve o cérebro e a medula, causada por uma bactéria. Geralmente, a meningite bacteriana é uma situação grave que pode colocar em risco a vida da pessoa, caso não seja tratada adequadamente.



Ao Portal Sorriso, o diretor Rodrigo Bezerra informou que no Hospital Regional já são feitos “terminais” de limpeza como prática de rotina. “Portanto, não é necessário outro procedimento”, respondeu ao ser perguntado sobre um possível procedimento de desinfecção da unidade médica.

O corpo de Aline – filha única do professor Aparecido Ribeiro Talhares, conhecido como “professor Cido”, que leciona na escola estadual 13 de Maio – foi sepultado nesta segunda-feira. A jovem, que estava separada, deixa uma filha de 8 anos.