Evento em SP apresenta potência artística de pessoas com deficiência

0

Neste sábado (8) e domingo (9), artistas com deficiência que atuam em diferentes segmentos artísticos se apresentam na terceira edição do II Entre II Arte e Acesso, que ocorre no Itaú Cultural, na capital paulista. Com a participação de brasileiros e estrangeiros, a programação deste ano terá recital de poesia, um filme, dois debates, dois shows e quatro espetáculos de dança. A entrada é gratuita e contará com acessibilidade em libras, audiodescrição e estenotipia (legendas visíveis).

“Pensamos um programa onde a pessoa com deficiência seja de fato protagonista desse palco e não necessariamente estamos falando de deficiência, mas que ela traga a sua produção, sua arte, seu saber”, explicou Samara Ferreira, coordenadora do Núcleo de Educação Cultural do Itaú Cultural. Segundo ela, a proposta é explorar o lado criativo e artístico dessas pessoas.


A dança contemporânea é o carro-chefe da programação. Ao longo do fim de semana, apresentam-se artistas de diferentes segmentos, como o ator Giovanni Venturini, os grupos de dança brasileiros Movidos e ExperimentaNus Cia de Dança, o costa-riquenho Nube de Pájaros, o performer Marcos Abranches, o músico Luiz Otávio e o grupo Trem Tan Tan. Além da exibição de um curta-metragem, haverá debates sobre Mediação em espaços culturais para surdos e O erótico e a acessibilidade.

A coordernadora Samara Ferreira conta que ao longo das edições o trabalho de curadoria ficou mais difícil, pois o número de trabalhos indicados aumentou. “A gente ficou muito feliz de observar que na primeira edição foi mais difícil mapear, foi mais difícil chegar nessas produções. Agora, na verdade, foi difícil escolher. Foi uma curadoria bem cuidadosa, a gente recebeu muitas indicações, tivemos que sentar várias vezes e rever para fechar um evento de coerência e com muita tranquilidade para escolher, porque todos eram muito bons”, apontou.

  Governo lança código de conduta para enfrentamento à Violência Sexual

Programação

As atividades hoje começam às 15h30 com a apresentação de dança Entreaberto, do grupo brasileiro Movidos, companhia de dança contemporânea criada em Natal. Às 17h30 será exibido o curta-metragem ProfanAÇÃO, dirigido pela performer Estela Lapponi. “A produção é uma performance em experimento cinematográfico que reúne cinco artistas – uma surda, duas pessoas com baixa visão, uma cadeirante e outra claudicante – que se deparam com perguntas enviadas pelo público, as quais revelam um imaginário em torno de seus corpos”, explica o texto de apresentação.

A programação do sábado termina com dança. Às 20h será apresentado o espetáculo Da própria pele, não há quem fuja, da ExperimentandoNus Cia. de Dança. O grupo baiano parte da pesquisa sobre a diversidade no contexto cultural afro-brasileiro, com coreografias que exploram a simbologia de orixás e aspectos das manifestações populares.

O compositor e pianista carioca cego Luiz Otávio inicia a programação do domingo (9), às 15h, com o show Casa de Amigo. Às 16h30, o performer Marcos Abranches apresenta Corpo sobre Tela, um espetáculo de dança inspirado na vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon. “Em cena, Abranches, artista com deficiência física rara decorrente de uma lesão cerebral, faz do seu corpo e dos movimentos uma espécie de pincel para a criação de imagens abstratas em grande escala”, segundo apresentação do espetáculo.

O evento termina amanhã, às 19h, com o grupo mineiro Trem Tan Tan que faz um show com músicas irreverentes e criativas, associadas ao discurso em favor da liberdade, da sustentabilidade e de uma sociedade sem manicômios.

As atividades são gratuitas e os ingressos são distribuídos uma hora antes do espetáculo. Mais informações estão disponíveis no site do Itaú Cultural.

Edição: Denise Griesinger