Presidente de conselho de segurança em MT agride mulher e passa a ser monitorado por tornozeleira

0

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg) de Sorriso, a 420 km de Cuiabá passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica depois de agredir a mulher dele. Um homem de 51 anos também foi condenado a dois anos e 6 meses de prisão em regime aberto.

A reportagem tentou contato com o suspeito, mas não conseguiu. Por telefone, a filha dele afirmou que ele não deve se manifestar.


Em nota, a prefeitura informou que o processo segue em segredo de Justiça e que não tem conhecimento do conteúdo, já que se trata de um caso de cunho pessoal.

As agressões ocorreram em agosto de 2015, durante uma discussão na empresa do então casal. Sebastião responder ao crime em liberdade e ainda pode recorrer da decisão.

O homem está proibido de se aproximar da vítima, manter contato com ela e nem frequentar os mesmos lugares. Ele ainda deve a posse o porte de armas suspensos.

Na casa dele foram apreendidas uma pistola e uma espingarda.

Na decisão, o juiz determinou ainda que, por causa da conduta, o suspeito deixe o cargo no Conseg.


| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui